Companhia aérea curitibana levará três Boeings 737 para o Equador na final da Libertadores

Foto: Infraero

A Sideral Linhas Aéreas será responsável por transportar a equipe do Athletico Paranaense até Guayaquil (Equador), onde o clube disputa a final da Taça Libertadores contra o Flamengo, no dia 29 de outubro. A programação da companhia, que tem sede na Região Metropolitana de Curitiba, inclui voos com três aeronaves Boeing 737.

Segundo informações entregues ao AEROIN por fontes próximas da empresa, as aeronaves farão os voos de traslado do time e de torcedores, sendo que uma delas ficará de reserva. Os jatos destacados para a operação serão os seguintes.

– PR-SHE: Boeing 737-500 em configuração VIP, com 52 assentos de classe executiva, e que vai levar os jogadores e comissão técnica do clube paranaense.

Decola de Curitiba em 26 de outubro às 10h da manhã (voo SID-9600) e faz uma escala em Santa Cruz, na Bolívia, antes de seguir para o Equador. Na volta, parte de Guayaquil em 30 de outubro, pousando em Curitiba às 18h20 (voo SID-9601).

– PR-SDW: Boeing 737-300 com 144 assentos, que levará torcedores e familiares de jogadores.

Decola de Curitiba no dia 29 de outubro às 5h da manhã e faz o mesmo trajeto do voo dos jogadores (voo SID-9602). Na volta, parte em 30 de outubro, um dia após o jogo, para chegar na capital paranaense às 10h20.

– PR-SDH: Outro Boeing 737-500 em configuração de classe executiva, que servirá de backup, caso aconteça algo com a aeronave principal. Esta aeronave ficará em Manaus e partirá para Guayaquil no dia 30 de outubro, após o jogo, às 10h da manhã. Seu retorno à capital amazonense acontece em 31 de outubro às 5h da madrugada

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

A partir de agosto, a ITA Airways aumentará seus voos entre...

0
De acordo com o sistema de reservas, a companhia aérea estatal da Itália vai oferecer 11 voos semanais na referida rota.