Início Empresas Aéreas

Companhia aérea pagará R$ 6 mil de bônus para comissários que não desistirem de trabalhar

Airbus A319 easyJet – Imagem: Anna Zvereva / CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

A companhia aérea de baixo custo britânica easyJet pagará à sua tripulação de cabine um bônus de “reconhecimento” de £ 1.000 (cerca de R$ 6.163,00) se eles não desistirem de trabalhar durante a movimentada temporada de verão europeu. O bônus, que será pago em duas parcelas ao longo de seis meses, é uma tentativa de evitar uma potencial crise de pessoal que já atingiu outras companhias aéreas, incluindo a British Airways.

Um porta-voz da easyJet comentou que a companhia aérea espera atingir níveis próximos da pré-pandemia de voos neste verão, mas a indústria da aviação está lutando para recrutar e reter funcionários para acompanhar o aumento na demanda de viagens. A EasyJet atualmente acredita que tem funcionários suficientes para lidar com a demanda prevista, mas apenas se puder conter a taxa de turnover (pedidos de demissão).

A indústria mudou desde o início da pandemia e muitos trabalhadores das companhias aéreas estão buscando uma mudança de direção na carreira.

De acordo com o The Independent, em comunicado, a easyJet disse que planeja pagar “à tripulação de cabine um reconhecimento no final da temporada de verão para reconhecer sua contribuição para a operação, que deve voltar aos níveis de 2019 pela primeira vez desde a pandemia”.

Na semana passada, conforme noticiado pelo AEROIN, a easyJet admitiu que estava removendo assentos de algumas aeronaves para poder voar em planos com menos tripulantes. Com isso, uma fileira inteira de seis assentos será removida de algumas aeronaves Airbus A319 para que possam operar com apenas três tripulantes de cabine.

Embora a Airbus tenha certificado o A319 para ser operado com apenas três tripulantes de cabine, os aviões do modelo na frota da EasyJet possuem uma configuração mais apertada, com uma fileira a mais, chegando a 156 lugares. Como a lei pede um tripulante para cada 50 assentos, esses apenas 6 assentos a mais demandam um profissional a mais a bordo.

Leia mais:

Sair da versão mobile