Companhia do Nepal recebe primeiro A319 para operar em aeroportos de maior altitude

A empresa Himalaya Airlines, do Nepal, recebeu na última semana seu primeiro Airbus A319. A aeronave era fruto de uma negociação da empresa Tibet Airlines, que nunca chegou a receber a aeronave.

Além do A319, a Himalaya possui três A320, como o acima

Segundo dados do FlightRadar24, o jato estava nas instalações da Airbus em Tianjin, na China, de onde voou diretamente para Kathmandu, no Nepal. flightradar24 ADS-B mostram. Relatos da mídia local indicam que ele ainda apresenta a pintura completa da Tibet Airlines.

“Este é um passo à frente na estratégia da empresa de expandir a rede e operar novas rotas, que devem começar em 2020”, disse o presidente da Himalaya Airlines, Zhou Enyong em comunicado à imprensa.

“A aeronave que chegou não apenas será capaz de voar para os destinos de alta altitude como Lhasa e Ali, no Tibete, mas também permitirá que a Himalaya Airlines aumente suas frequências de voo e sirva mais passageiros de forma eficiente”, disse.

Essas duas cidades estavam nos planos da empresa, mas faltavam aviões disponíveis para operá-las, já que os A320 estavam alocados para outras rotas mais prioritárias. No entanto, cabe salientar que o A320 tem condições de operar nos aeroportos de Lhasa e Ali, os quais possuem pistas com mais de 4 mil metros.

A aeronave está configurada com 8 assentos na classe executiva e 120 assentos na classe econômica. Com a nova aeronave, a frota da Himalaya Airlines será composta por três Airbus A320-200 e um Airbus A319-100. O plano de expansão da frota da empresa prevê mais duas aeronaves A319 que deverão pousar no Nepal até 2021.

A Himalaya Airlines iniciou sua jornada em 31 de maio de 2016 com uma aeronave da série A320 de 158 lugares e com seu primeiro voo comercial para Doha. A companhia aérea adicionou 10 destinos à sua rede, atualmente operando em 6 países. A companhia aérea opera voos para Doha, Dammam, Daca, Kuala Lumpur, Abu Dhabi e Changsha, Guiyang, Shenzhen, Pequim e Chongqing, na China, em sua rede aérea internacional.

Airbus na China

A fabricante disse que essa entrega à Himalaya Airlines representa sua primeira no exterior depois de retomar os trabalhos desde a paralisação em razão do surto de coronavírus, também afirmou ser o 17º avião fabricado para clientes estrangeiros.

A montagem conjunta da linha de montagem final foi estabelecida em Tianjin em 2008. É a terceira linha de montagem final da Airbus para aeronaves de corredor único e a primeira fora da Europa.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Gol envia carta em que mostra intenção de operar no Aeroporto...

0
Atualmente no terminal opera somente a Azul Linhas Aéreas para o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), hub da companhia.