Completado o 1º voo da nova aeronave que se parece com um OVNI, assista

Imagem: ZEVA

A ZEVA, mais uma empresa que busca uma fatia do mercado de aeronaves elétricas de decolagem e pouso verticais (eVTOL), anunciou na última quinta-feira, 13 de janeiro, que obteve sucesso em seu primeiro teste de voo controlado, motorizado e sem amarras para o ZEVA ZERO em escala real, utilizando suas oito hélices movidas a motor elétrico.

O principal marco para a startup baseada em Tacoma foi capturado no vídeo abaixo, gravado na zona rural de Pierce County, Washington, no dia 9 de janeiro de 2022, como parte do programa de testes para obter a certificação de aeronavegabilidade da FAA.

A aeronave de demonstração ZEVA, que ainda não é tripulada, completou quatro voos, totalizando mais de quatro minutos de voo pairado controlado, manobras de taxiamento simuladas em baixas velocidades e manobras de subida vertical limitadas.

Sua estrutura compacta foi projetada para um único piloto e é pequena o suficiente para caber em um estacionamento padrão de automóveis. O veículo é projetado para navegar a velocidades de até 160 mph (257 km/h) com alcance de até 50 milhas (80 km).

“Este é um grande ponto de inflexão para a ZEVA, pois nos juntamos a um conjunto exclusivo de plataformas eVTOL comprovadas e uma prova do trabalho duro e incansável de toda a nossa equipe nos últimos dois anos e meio”, disse Stephen Tibbitts, CEO e Presidente da ZEVA.

“Estamos dissecando nossos aprendizados de nosso primeiro voo de taxiamento crítico, que é resultado direto do apoio que recebemos de nossos investidores e comunidade, levando-nos a trazer mais talentos para liderar este momento histórico. Estamos ansiosos para continuar em nosso próximo estágio de testes de voo pairado em nosso caminho para a certificação e eventual voo autônomo, permitindo que qualquer pessoa, não apenas pilotos, acesse viagens ponto a ponto com emissão zero”, completou o CEO.

A ZEVA apresentou a aeronave ZEVA ZERO no Dubai Air Show em novembro e recebeu uma bolsa do Centro Conjunto de Inovação em Tecnologia Aeroespacial de Washington (JCATI) para trabalhar com a Washington State University nas configurações aerodinâmicas da ZEVA Aero para otimizar o impulso e os controles do veículo. A ZEVA também trabalhou com a NASA em conjunto com seu Grande Desafio de Mobilidade Aérea Urbana.

“A equipe ZEVA fez um trabalho incrível com o projeto e fabricação desta aeronave, que foi evidenciado neste primeiro voo excepcionalmente suave e bem-sucedido”, disse Gus Meyer, piloto de teste que controla o ZERO por meio de um link de rádio remoto. “Esta conquista também é uma prova do extraordinário talento e experiência da equipe, e das parcerias de apoio que ajudaram a tornar isso uma realidade.”

A ZEVA continuará os testes de voo pairado e depois avançará para os testes de voo de transição na primavera, para ajustar a posição única do design da aeronave, semelhante ao Superman, segundo ela mesma descreve.

Espera-se que o projeto, que já tem patente pendente, esteja disponível para pré-encomenda para consumidores por um depósito de US$ 5.000 já na primavera deste ano, com um eventual preço para as primeiras unidades de produção estimado em menos de US$ 250.000 (R$ 1,38 milhão na conversão atual da moeda).

Informações da ZEVA

Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias