Componentes do Airbus A220 passam a ser fabricados no Marrocos pela Spirit AeroSystems

Avião Airbus A220-300

A Spirit AeroSystems, empresa especializada na fabricação de estruturas para aeronaves civis e militares, comemorou ontem o lançamento da produção de componentes para a fuselagem do Airbus A220 em seu centro em Midparc, Casablanca, Marrocos. A empresa concluiu recentemente as obras de ampliação das instalações, que agora abrangem 25.000 metros quadrados. O local emprega cerca de 300 pessoas.

As seções de fuselagem de aeronaves já iniciaram a produção em Midparc. Conforme informado pela empresa, por meio de comunicado à imprensa, a fábrica integra a experiência no desenvolvimento de componentes para aeronaves executivas da Bombardier para dar suporte aos programas comerciais da Airbus.

As estruturas são então enviadas do Marrocos para as instalações da empresa em Belfast, Irlanda do Norte, onde ocorre a montagem. A empresa adquiriu os dois centros de produção em 2020, como parte de uma estratégia de diversificação de negócios. A parceria com a Airbus é um dos principais pontos da iniciativa.

“O Marrocos já fabrica peças para todas as aeronaves comerciais da Airbus, incluindo o A220”, disse Mikail Houari, presidente da Airbus para a África e Oriente Médio. “Esta aeronave é a mais recente adição à nossa linha de produtos e, portanto, à nossa presença industrial no Marrocos“, acrescentou.

A Spirit AeroSystems é uma das maiores fabricantes de estruturas de aeronaves do mundo. É especializada em soluções de fabricação de alumínio e materiais compostos avançados. Os principais produtos da empresa incluem fuselagens, asas integradas e seus componentes.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

ANAC lança página dedicada a seu Programa de Transformação Digital

0
O Programa de Transformação Digital (PTD), criado para auxiliar operadores aéreos e organizações de manutenção no processo