Início Empresas Aéreas Copa acelera o recebimento do Boeing 737 MAX

Copa acelera o recebimento do Boeing 737 MAX

A Copa Airlines anunciou em seu relatório de lucros trimestrais que concordou com a Boeing em acelerar a entrega de doze 737-9 em até três anos. A companhia panamenha disse que duas das doze aeronaves serão entregues em 2022 e as dez restantes entre 2023 e 2025. Inicialmente, todas as doze deveriam ser entregues depois de 2024.

Além dos treze 737-9 já entregues, a Copa Airlines possui atualmente 41 pedidos do 737 MAX pendentes. Embora o pedido inclua doze 737-8, catorze -9 e quinze -10, a transportadora panamenha disse que tinha flexibilidade na escolha das variantes. Ela espera mais duas entregas em 2021 para encerrar o ano com quinze -9. Incluindo as entregas recém-aceleradas, a transportadora receberá outros sete MAX 9 em 2022.

Durante a teleconferência de resultados, o presidente-executivo Pedro Heilbron disse que uma das vantagens da crescente frota do MAX foi o produto premium aprimorado. Os MAX 9 da Copa Airlines têm 16 poltronas reclináveis ​​da classe executiva, o que permitiu à companhia aérea aumentar as tarifas médias para voos de conexão via Panamá.

A Copa Airlines também opera 68 Boeings 737-800, incluindo 61 operados pela companhia aérea principal e sete por sua subsidiária colombiana Copa Airlines Colombia, que opera sob a marca de companhia aérea de baixo custo Wingo (Colômbia). 

Em seu relatório anual para 2020, a companhia aérea disse que aposentaria seis 737-800 até o final de 2022. Não forneceu uma atualização sobre o ritmo de aposentadorias durante seus ganhos trimestrais mais recentes. Por fim, a frota da transportadora também compreende seis Boeing 737-700 próprios, que a Copa Airlines decidiu manter para aumentar sua flexibilidade em função da velocidade imprevisível de recuperação do mercado.