Destroços de avião da 2ª Guerra são encontrados em praia do nordeste brasileiro

Imagem: Paul Bouffis/Reprodução

Um mergulhador surpreendeu a todos na última segunda-feira (13), ao levar a público, por meio de um centro cultural, um achado histórico durante uma de suas aulas de mergulho na Praia de Maracajaú, na cidade de Maxaranguape, no Rio Grande do Norte.

Paul Bouffis estava ministrando uma aula na tradicional praia potiguar, quando se deparou com uma estrutura metálica no fundo do mar e decidiu filmar para enviar à equipe do Centro Cultural Trampolim da Vitória, entidade que preserva peças da presença norte-americana no Brasil durante a segunda guerra, já que suspeitava que poderia se tratar de algum artefato histórico relacionado.

Após análises da imagem, o centro chegou à conclusão de que o mergulhador havia encontrado a estrutura do hidroavião bimotor Catalina, do Esquadrão 83 da Marinha dos Estados Unidos, aeronave tombada no local desde 13 de junho de 1942, na Segunda Guerra Mundial, após decolagem em Belém (PA) com destino à Base Aérea de Natal, na cidade vizinha Parnamirim.

Aeronave similar a encontrada – Imagem: Acervo FAB

Segundo relatório da Marinha, o acidente teria sido causado por diversos fatores, como más condições de voo, chuva, baixíssima visibilidade, além da rota estar sendo feita à noite com chuva. De acordo com o mesmo relatório, só constava que a aeronave Catalina teria caído próximo à Natal, mas não se conhecia sua localização exata.

Tanto a Marinha do Brasil, quanto dos EUA foram avisadas sobre o achado.

Leia também:

Arthur Gimenes Prado
Arthur Gimenes Prado
Estudante do Ensino Médio, foi repórter na TV Cultura Paulista e Rádio Morada do Sol FM, também com passagem como colunista no Portal do Andreoli e participações especiais na Record News, Rádio CBN e EPTV.

Veja outras histórias