Diminuindo o espaço das novas entrantes, Latam pede aumento da rede de voos no Equador

A LATAM Equador apresentou um pedido à Direção Geral de Aviação Civil (DGAC), para alterar sua rede de voos domésticos de passageiros, carga e correio, de forma combinada. No documento, a empresa indica o aumento das frequências domésticas e internacionais, bem como o início da operação de uma nova rota. 

Conforme relata o site parceiro Aviacionline, a oferta de assentos domésticos crescerá 63% em relação a 2019, indicou o Ministério do Turismo do Equador em comunicado. As rotas com maior número de serviços serão:

– Quito – Cuenca: de 24 para 35 frequências semanais
– Quito – Guayaquil: de 84 para 91 frequências semanais
– Quito – Manta: de 7 para 14 frequências semanais
– Quito – Loja: de 2 a 3 frequências semanais
– Guayaquil – San Cristóbal: com 1 frequência semanal
– Quito – Bogotá (Colômbia): de 5 para 14 frequências semanais

Além disso, a LATAM Equador começará a operar a nova rota entre Guayaquil e Cuenca com 5 frequências semanais.

Obtida a autorização do órgão competente, a companhia aérea publicará os itinerários e iniciará a comercialização dos bilhetes.

Os pedidos vêm num momento em que a demanda no mercado está aumentando, após os períodos mais críticos da pandemia, e também junto com a entrada de novos players no mercado equatoriano como a Ecuatoriana Airlines e a Equair, além do sinal de que a americana GlobalX tem intenção de abrir a LatinX, baseada em Quito.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Assa a pizza: ITA Airways pode ficar parcialmente na mão da...

0
O governo italiano está investigando novas possibilidades de venda da ITA Airways, que poderia envolver a Lufthansa e a companhia