Início Indústria Aeronáutica

Divulgado o primeiro resultado trimestral da Eve desde que se separou da Embraer

A aeronave eVTOL da Eve

Como visto ao longo dos últimos meses, a nova Eve Holding, anteriormente conhecida como Zanite Acquisition, anunciou em 9 de maio que concluiu a combinação de negócios com a Eve UAM, subsidiária da Embraer especializada no desenvolvimento de soluções de Mobilidade Aérea Urbana (UAM) de última geração.

Com a transação, a Zanite mudou seu nome para “Eve Holding, Inc.” e as ações ordinárias e warrants públicos da empresa começaram a ser negociados na Bolsa de Valores de Nova York no dia seguinte, 10 de maio de 2022.

Com isso, o resultado trimestral apresentados nesta quinta-feira, 4 de agosto, pela Eve Holdings para o 2º trimestre de 2022 é o primeiro desde a “independência” da empresa, que agora opera por si mesma, embora ainda tendo a Embraer como acionista e contando a seu favor com toda a expertise da terceira maior fabricante aeronáutica mundial.

A Eve descreve que agora, como uma empresa separada, tem recursos, agilidade e autonomia para buscar modelos de negócios inovadores e poderá atuar como protagonista na formação do mercado de UAM:

“A Eve está posicionada de forma única para desenvolver, certificar e comercializar sua solução UAM em escala global, dada sua herança aeronáutica, relacionamento estratégico com a Embraer e a experiência de sua equipe de gestão e funcionários, complementada pelos parceiros estratégicos envolvidos no projeto da Eve.

Agora com os parceiros certos, uma equipe experiente e independente e uma extensa quantidade de financiamento garantido, a Eve está totalmente engajada para fazer história.”

Destaques financeiros do 2T2022

– A Eve reportou um prejuízo líquido de US$ 11,8 milhões no 2T22 versus US$ 2,4 milhões no 2º trimestre de 2022 (2T22), principalmente devido a maiores despesas de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e custos de Vendas, Gerais e Administrativos (SG&A), à medida que o projeto eVTOL continua avançando e a equipe de colaboradores cresce. No acumulado do 1º semestre de 2022 (1S22), a Eve totalizou um prejuízo líquido de US$ 21,3 milhões, US$ 16,7 milhões acima do prejuízo líquido de US$ 4,6 milhões no 1S21.

– Durante o primeiro semestre de 2022, as operações da Eve consumiram US$ 13,2 milhões de fluxo de caixa livre, contra US$ 5,1 milhões no 1S21. O fluxo de caixa livre do 1S22 reflete um ganho de capital de giro de US$ 11,2 milhões – a maior parte devido a maiores contas a pagar com a Embraer;

– No lado financeiro, o caixa líquido gerado pelas atividades de financiamento atingiu US$ 329,1 milhões durante o 1S22 com os recursos líquidos da listagem na Bolsa de Valores de Nova York;

– Ao final do 2T22, a Eve tinha US$ 330,8 milhões em liquidez total (caixa, equivalentes e aplicações financeiras) versus US$ 14,4 milhões no início do trimestre. A posição de caixa significativamente maior de Eve vem principalmente do aumento de capital em maio de 2022 e foi parcialmente compensada por despesas de desenvolvimento e custos de transação;

– Ao final do 2T22, a Eve não possuía nenhuma dívida em seu balanço. A equipe de gestão continua monitorando os mercados de capitais para opções de financiamento de dívida para levantar recursos de caixa adicionais para Eve em termos atraentes. Antes do início do serviço, a Eve também pode buscar linhas de capex incrementais – por meio de empréstimos corporativos, para ajudar a financiar suas instalações de fabricação e produção;

– À medida que continua avançando no desenvolvimento eVTOL, a Eve espera fazer a transição de parte de seus pedidos não vinculantes para contratos firmes. Esses pedidos firmes podem resultar em entradas de caixa significativas para a empresa por meio de adiantamentos que tendem a ocorrer vários meses antes da entrega final do eVTOL.

Informações da Eve Holdings