Início Acidentes e Incidentes

Avião Embraer E195 da Azul decola, voa alguns minutos, e acaba pousando onde decolou

Embraer E195 da Azul Linhas Aéreas semelhante ao envolvido no incidente

Um Embraer E195 da Azul Linhas Aéreas apresentou problema em voo nesta semana e precisou ser levado de volta ao aeroporto de origem apenas alguns minutos após a decolagem.

A ocorrência se deu com a aeronave registrada sob a matrícula PR-AUO, que estava realizando o voo AD9245 de Cuiabá, em Mato Grosso, para Chapecó, em Santa Catarina, no último domingo, dia 26 de dezembro.

De acordo com informações do g1 e também dados da plataforma de rastreamento de voos RadarBox, a aeronave decolou do Aeroporto Internacional de Cuiabá – Marechal Rondon às 21h53 (horário local), porém, após a decolagem e passados alguns minutos de voo, teve problemas que, até o momento, não foram revelados pela companhia e nem cadastrados no sistema do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA).

Com a pane, o jato foi estabilizado a cerca de 4.000 pés (cerca de 1.200 metros) de altitude e foi necessário o retorno ao aeroporto de origem, conforme os dados abaixo, do RadarBox, que mostram a trajetória da aeronave envolvida no incidente. Nota-se que o E195 ainda realizou duas órbitas (trajetórias de espera em voo) antes de prosseguir para o pouso.

Trajetória da aeronave envolvida no incidente – Imagem: RadarBox

Após cerca de 30 minutos de voo, a aeronave realizou um pouso de emergência, segundo o g1. Fotos de passageiros do referido voo, publicadas pelo g1 (clique para ver) mostram alguns caminhões de bombeiros que acompanharam a aeronave.

Segundo relataram alguns passageiros, logo após a decolagem podia-se ouvir alguns barulhos estranhos vindo dos motores. Apesar de a ocorrência não ter resultado em problemas, alguns passageiros ficaram assustados e passaram mal.

Em nota, a Azul comentou:

“A companhia ressalta que prestou toda a assistência necessária a seus clientes, conforme previsto na resolução 400 da Anac, e os reacomodou em um voo reforço que decola ainda hoje [segunda-feira, 27] da capital de Mato Grosso. A Azul lamenta eventuais aborrecimentos causados e reforça que medidas como essas são necessárias para garantir a segurança de suas operações”.

A aeronave envolvida no incidente ficou em solo por cerca de três dias até retornar às operações regulares.

Leia mais: