Efetuado o 1º envio de carga aérea da Europa à América Latina gerenciado via blockchain

Imagem: Alan Wilson / CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

No final do mês de maio, um voo da Air Europa entre os aeroportos de Madrid-Barajas e Montevidéu, no Uruguai, foi o primeiro da história a tornar realidade a gestão digital de carga aérea entre a Europa e a América Latina.

Graças à tecnologia blockchain, a remessa foi processada com sucesso sem a necessidade de imprimir um único pedaço de papel, economizando tempo e evitando erros ao longo do processo.

Para isso, as partes envolvidas utilizaram a plataforma Usyncro, projetada para sincronizar os dados de todos os tipos de embarques logísticos, juntamente com o padrão aberto ONE Record, desenvolvido pela IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo) para a gestão de dados compartilhados neste campo.

Além da Air Europa, a experiência-piloto contou com a participação das empresas e organizações DB Schenker, Usyncro, World Flight Services (WFS), Latin America Cargo City (LACC), IATA e a Agência Fiscal Espanhola. Todos eles fazem parte do MAD Cargolab, uma iniciativa que busca transformar o setor de carga aérea.

O processo foi realizado graças à emissão de uma referência única para a remessa processada através da Usyncro. O sistema permitiu que todos os participantes acessassem o status da operação em tempo real de forma totalmente segura, enquanto o ONE Record possibilitou definir os dados que cada um dos envolvidos poderia acessar.

A tecnologia Blockchain, na base de todo este ambiente, permite centralizar e sincronizar as informações com absoluta transparência e segurança, garantindo a rastreabilidade do envio em todos os momentos.

O sucesso da operação permite lançar as bases para estabelecer um corredor de carga aérea estável entre Espanha e América Latina que permite, através da digitalização dos processos, eliminar qualquer ineficiência. Um sistema como o utilizado nesta ocasião garante a troca de dados de alta qualidade, agiliza os processos com as autoridades alfandegárias e permite dispensar o uso de papel, melhorando a sustentabilidade das operações logísticas.

Com a sua participação nesta iniciativa, a Air Europa afirma estar mais uma vez na vanguarda da tecnologia aplicada ao setor aéreo. Em abril, tornou-se a primeira companhia aérea do mundo a vender passagens no formato NFT (NFTickets), que também utiliza a confiabilidade e segurança dos sistemas blockchain.

“Estamos satisfeitos por fazer parte deste piloto, que representa o primeiro passo para revolucionar as operações de carga aérea entre a Europa e a América Latina. Estamos convencidos da necessidade de digitalizar processos para ser mais eficientes, aumentar a proteção de dados e contribuir para uma maior sustentabilidade no nosso setor. Blockchain é a tecnologia perfeita para isso”, afirma Jordi Piqué, diretor da Air Europa Cargo.

Informações da Air Europa

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

O avião criado para jamais ser usado, mas que está de...

0
Recentemente, no dia 28 de julho de 2022, pousou na Base Aérea de Brasília o Boeing E-4B Nightwatch, uma variante do versátil Boeing 747