Início Empresas Aéreas

EGO: Empresa aérea italiana devolve Embraer e deve resurgir com jatos Sukhoi russos

Uma troca de avião inusitada e inesperada pode acontecer com uma companhia aérea start-up da Itália, a Ego Airways que devolveu seu único jato do modelo Embraer E190.

Divulgação – Ego Airways

A Ego é uma empresa italiana baseada que, como seu próprio nome diz, tem orgulho próprio e quer valorizar a Itália, focando em rotas turísticas dentro do país e para nações vizinhas. A empresa estreou as operações em abril, mas suspendeu a venda de bilhetes em setembro, sem muita explicação, enquanto voava apenas um Embraer E190-E1 matriculado I-EGOA, sub-arrendado da alemã German Airways.

Desde então, a empresa tem reembolsado os passageiros afetados, mas não tinha dado muitas notícias sobre seu futuro. Agora, portais de Malta (abaixo) e da Rússia têm reportado a volta da empresa com dois jatos Sukhoi Superjet 100 baseados em Catânia e Parma.

O jato russo é a aposta mais promissora da Sukhoi para a aviação comercial em décadas, embora tenha sidoo um projeto com idas e vindas, com poucas vendas fora da Rússia e muitas devoluções, principalmente das principais operadoras fora da esfera de influência de Moscou: a mexicana Interjet e a irlandesa CityJet, com a qual tivemos a oportunidade única de voar no jato russo em 2018.

Agora a nova aposta da fábrica russa seria a italiana Ego, que manteria a capacidade de assento do E190 ao adquirir os SSJ100, isso, apenas caso o negócio se concretize e a empresa consiga voltar a operar.

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A
Sair da versão mobile