Em grave incidente, Airbus A320 ficou baixo demais após erro no ajuste do altímetro

Airbus A320 igual ao envolvido no incidente – Imagem: Getjet Airlines

Um grave incidente foi registrado há cerca de 15 dias na França, em que um avião Airbus A320 ficou mais próximo do solo do que a altitude mínima de segurança durante duas aproximações para pouso.

A aeronave envolvida foi o A320 registrado sob a matrícula 9H-EMU, da Getjet Airlines Malta, operando pela Norwegian Suécia. Segundo reporta o The Aviation Herald, o jato estava realizando o voo D8-4311 de Estocolmo, na Suécia, para o aeroporto Charles de Gaulle (CDG/LFPG), em Paris, França, no dia 23 de maio, quando houve a ocorrência.

Os pilotos estavam conduzindo uma aproximação RNP (Required Navigation Performance) para a pista 27R do CDG, no entanto, o Airbus A320 estava com uma configuração errada do altímetro. Em vez da pressão atmosférica 1001 hPa, a tripulação tinha selecionado 1011 hPa no equipamento.

Como consequência, a aproximação foi realizada abaixo do glideslope (rampa imaginária de descida) até que, em um determinado ponto já próximo do aeroporto, um Aviso de Altitude Mínima Segura (MSAW) foi acionado na mesa do controlador de tráfego aéreo.

Em resposta ao alerta informado pelo controlador, os tripulantes iniciaram uma arremetida em baixa altura, ainda sem ter adquirido contato visual com o solo devido às condições meteorológicas do momento, com chuva.

A posição aproximada em que foi iniciada a arremetida – Imagem: RadarBox

Algum tempo depois, o jato foi posicionado para outra aproximação, e esse segundo procedimento também foi realizado abaixo do glideslope, porém, a tripulação adquiriu contato visual, corrigiu sua trajetória e pousou em segurança cerca de 16 minutos após a arremetida.

Os boletins meteorológicos de aeródromo (METARs) dos horários próximos ao do incidente eram os seguintes:

LFPG 231200Z 29010KT 5000 SHRA FEW010 BKN015 BKN028 FEW050CB 16/15 Q1001 TEMPO 3500 SHRA SCT060CB=

LFPG 231130Z 26008KT 9999 SCT016 BKN028 18/15 Q1001 RESHRA TEMPO 3500 SHRA SCT060CB=

A autoridade de investigação francesa (BEA) classificou a ocorrência como um incidente grave, na categoria de “Voo Controlado ao Terreno”, e abriu uma investigação.

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Faltam poucos dias para mais 15 aeroportos em 6 estados do...

0
Mais uma rodada está prestes a acontecer, e a grande expectativa é sobre quem ficará com o equipamento mais importante deste grupo.