Início Novidades

Em grave incidente, Airbus A320 quase fica sem combustível ao desviar de volta à origem do voo

Airbus A320 semelhante ao envolvido – Imagem: Aero Icarus / CC BY-NC-SA 2.0, via Flickr

Um incidente ocorrido no dia 23 de dezembro se tornou conhecido nessa semana a partir dos registros da autoridade de investigação da aviação da França (BEA), envolvendo uma emergência por falta de combustível.

Conforme relatado pelo The Aviation Herald com base nas informações do BEA, o avião envolvido foi o Airbus A320 registrado sob a matrícula A7-AHQ, da Qatar Airways, quando realizando o voo QR-442 de Doha, no Qatar, para Bagdá, no Iraque.

Dados das plataformas de rastreamento online mostram que os pilotos realizaram uma aproximação para a pista 33R de Bagdá, mas arremeteram o Airbus A320 a cerca de 800 pés de altitude, subindo a aeronave de volta para o FL200 (nível de voo de 20 mil pés) e entrando em trajetória de espera (órbitas).

O momento da primeira arremetida – Imagem: RadarBox

Após cerca de 10 minutos de órbitas, eles decidiram por voar novamente para Bagdá e realizar uma segunda tentativa de aproximação à pista 15L, mas, novamente, precisaram realizar o procedimento de aproximação perdida em altitude semelhante, por volta de 40 minutos após a primeira arremetida.

Dessa vez, os pilotos subiram o A320 para altitude de cruzeiro e de fato voltaram para Doha.

Ao se aproximar de Doha, durante sequenciamento de tráfego aéreo, os pilotos declararam emergência por falta de combustível, obtendo prioridade para continuar até o pouso, realizado em segurança na pista 16L cerca de 4 horas e 20 minutos após a partida.

A trajetória de chegada a Doha – Imagem: RadarBox

Segundo o relato do BEA, os pilotos já tinham decidido sobre retornar a Doha antes da aproximação a Bagdá, quando a aeronave ainda estava chegando ao início da descida para o destino, a cerca de 115 milhas náuticas (213 km) de distância.

O motivo desta decisão não foi comunicado, no entanto, a aeronave não apresentava qualquer avaria técnica. Também não há detalhes sobre o porquê de terem prosseguido até o destino, mas as condições meteorológicas estavam degradadas, possivelmente sendo esse o motivo.

De acordo com os boletins meteorológicos (METARs) de horários próximos às arremetidas, havia tempestades sobre o aeroporto de Bagdá:

ORBI 231900Z 07020KT 3000 TS SHRA BR SCT020CB OVC030 13/13 Q1005=
ORBI 231800Z 07025KT 3000 TS SHRA BR SCT020CB OVC030 14/14 Q1006 NOSIG=

A ocorrência foi classificada como incidente grave e está sendo investigada.

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram.