Em primeiro voo histórico, e feito com jato Embraer, Anguilla agora está conectada aos EUA

A American Airlines inaugurou seus voos regulares entre o Aeroporto Internacional de Miami e o Aeroporto Internacional Clayton J. Lloyd em Anguila, o que marcou um acontecimento histórico por ser a primeira vez que a ilha foi conectada de maneira direta com os Estados Unidos.

Um fato interessante é que a operação foi estreada com um jato E175, produzido pela Embraer. Esse mesmo modelo de aeronave quase sempre passa pelo aeroporto de Anguilla em seus voos de traslado aos EUA e, agora, retorna ao aeroporto caribenho numa jornada regular. O voo inaugural aconteceu no dia 11 de dezembro, informa o site parceiro Aviacionline.

Os voos acontecem duas vezes por semana e serão ampliados para três em breve. Todos são realizados em aeronaves Embraer E175 com capacidade para 12 passageiros na Executiva e 64 na Econômica.

“A possibilidade e a realidade deste voo serão um sucesso para a companhia aérea e para Anguila. Faremos tudo ao nosso alcance para garantir que isso seja sustentável, já que o sucesso depende um do outro”, disse Haydn Hughes, Ministro do Turismo de Anguila, que estava a bordo do voo inaugural.

O responsável disse ainda que a empresa “ficará para sempre na história ao operar o primeiro voo comercial transatlântico que liga os Estados Unidos à ilha”.

Esta nova rota histórica da American Airlines abre novas possibilidades para o turismo ao permitir que os passageiros economizem conexões em outros aeroportos, uma vez que o fluxo era canalizado para ilhas vizinhas, como St. Maarten ou Porto Rico. A última operação da empresa na ilha foi até março de 2011, conectando-a com San Juan (Porto Rico).

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias