Em voo cruzando o Oceano Atlântico, piloto e dois comissários ficaram incapacitados

Boeing 777-200LR da Air Canada, semelhante ao envolvido na ocorrência – Imagem: Caribb / CC BY-NC-ND 2.0, via Flickr

Uma estranha situação de três integrantes da tripulação de voo incapacitados aconteceu no mês de dezembro e tornou-se conhecida nesse começo de janeiro, a partir do registro e publicação da ocorrência pela autoridade responsável.

Segundo relata o The Aviation Herald, o Conselho de Segurança de Transporte do Canadá (TSB – Transportation Safety Board) descreveu que o caso foi registrado no Boeing 777-200 de matrícula C-FNNH, da Air Canada, em 18 de dezembro, quando estava realizando o voo AC-51, de Deli, na Índia, para Montreal, no Canadá, com 263 pessoas a bordo.

O jato estava em rota no nível de voo de 36 mil pés (FL360) sobre o Oceano Atlântico quando um dos pilotos e dois dos comissários de bordo ficaram incapacitados.

O TSB informou que o piloto foi substituído pelo piloto substituto, as funções da tripulação de cabine foram redistribuídas e a aeronave continuou até o destino. A ocorrência foi classificada como um incidente reportável e nenhuma investigação foi aberta. Não foram apresentados mais detalhes sobre a incapacitação dos tripulantes.

A aeronave permaneceu no solo em Montreal por cerca de 17 horas antes de retornar ao serviço.

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Azul vai receber seu primeiro Airbus A320neo novo de fábrica do...

0
A Azul Linhas Aéreas já iniciou o processo para trasladar ao Brasil o seu primeiro Airbus A320neo novo de fábrica de 2023.