Embraer 175 é instruído a entrar na pista com Boeing 737 chegando para pouso

Embraer 175 – Imagem ilustrativa: Björn Strey / CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

Um incidente de “Runway Incursion” (Incursão em Pista) foi registrado em um aeroporto americano após o controlador de tráfego aéreo cometer o engano de autorizar um avião a ingressar na pista enquanto outro se aproximava para o pouso.

A Incursão em Pista é definida como toda ocorrência em aeródromo envolvendo a presença incorreta de aeronave, veículo ou pessoa na área protegida de uma superfície designada para pouso e decolagem de aeronaves.

Segundo informações apresentadas pelo órgão de investigação de acidentes e incidentes dos Estados Unidos (NTSB – National Transportation Safety Board), a ocorrência se deu em 10 de junho e envolveu um Embraer 175 prestes a decolar e um Boeing 737 chegando para o pouso no Aeroporto de San Diego, na Califórnia.

O Boeing 737-800 da Southwest Airlines, registrado sob a matrícula N8674B, havia partido de Phoenix, no Arizona, realizando o voo de número WN-1648, e estava na aproximação final para a pista 27 de San Diego quando o controlador de tráfego aéreo da torre autorizou o pouso aos pilotos.

Enquanto isso, o Embraer ERJ-175 registrado sob a matrícula N197SY, operado pela regional SkyWest em nome da Alaska Airlines e inciando o voo de número AS-3371 para São Francisco, Califórnia, estava taxiando para decolar da mesma pista 27.

Boeing 737-800 da Southwest
Embraer 175 da SkyWest

Pouco tempo depois que o Boeing 737 foi liberado a pousar, o controlador instruiu os pilotos do Embraer a alinharem a aeronave na pista 27 e aguardar a autorização de decolagem.

O Embraer alinhou na pista 27 e, logo em seguida, desocupou a pista poucos metros à frente pela taxiway C2 à direita, retornando até o ponto de espera da taxiway C1. Não foi especificado se a liberação da pista ocorreu por nova orientação do controlador ou por ação dos próprios pilotos ao perceberem que outro avião se aproximava quando entravam na pista.

O Embraer 175 livrando a pista à direita logo após ter entrado pela esquerda

Tendo havido tempo suficiente para a saída do E175 da pista, os pilotos do Boeing 737 continuaram a aproximação final para um pouso seguro e o Embraer partiu cerca de 8 minutos depois.

O NTSB está investigando o incidente para definir as causas prováveis e fatores contribuintes que levaram ao engano do controlador.

Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias