Emirates voa pela primeira vez a Tel Aviv e destaca demanda do Brasil pelo novo destino

A chegada do voo em Tel Aviv – Imagem: Emirates

A Emirates aterrissou nesta quinta-feira, 23 de junho, em Tel Aviv, no primeiro serviço para Israel em sua história, operado com sua mais recente aeronave Boeing 777-300ER.  

Refletindo a importância desta nova ligação de transporte aéreo, a delegação de alto nível a bordo do voo inaugural incluiu diversas autoridades e executivos dos Emirados Árabes, de Israel e da Emirates.

As autoridades e executivos que estiveram a bordo – Imagem: Emirates

O voo EK-931 foi recebido pelo Aeroporto Ben Gurion com uma saudação de canhões de água, atraindo uma audiência de viajantes, fãs da aviação e convidados de todo o setor para assistir à chegada do primeiro serviço da companhia aérea. No pouso, a delegação VIP foi recebida pela Sra. Merav Michaeli, Ministra dos Transportes e Segurança Rodoviária de Israel.

A cerimônia de recepção em Tel Aviv – Imagem: Emirates

Após a cerimônia de boas-vindas, a Emirates apresentou o interior de sua aeronave Boeing 777 para funcionários do governo e convidados. A aeronave apresenta as primeiras suítes de Primeira Classe totalmente fechadas do mundo com janelas virtuais e serviço de quarto, oferecendo o máximo em luxo e privacidade, além de muitos outros detalhes para garantir o conforto do cliente em todas as classes de cabine.

A Emirates operará seu Boeing 777-300ER de três classes na rota Dubai-Tel Aviv, oferecendo oito suítes privativas na Primeira Classe, 42 assentos reclináveis ​​na Classe Executiva e 304 assentos espaçosos na Classe Econômica para o serviço diário.

O Ministro dos Transportes e Segurança Rodoviária de Israel, MK Merav Michaeli, disse:

“Os laços entre Israel e os Emirados Árabes Unidos são laços econômicos estratégicos e são críticos para fortalecer nossa posição diante das ameaças em mudança no Oriente Médio.

Na minha última visita aos Emirados Árabes Unidos, assinei acordos que facilitarão o comércio e a mobilidade entre nós, a mobilidade como ferramenta para capacitar os cidadãos e as economias de ambos os países.

O passo que estamos marcando hoje está muito além da aviação, é um importante passo político que borra as fronteiras físicas entre nós e fortalece nosso compromisso mútuo.”

Adel Al Redha, diretor de operações da Emirates, disse:

“Estamos empolgados com o lançamento do serviço de Tel Aviv, que contribui para nossa crescente rede. Desde o momento em que anunciamos planos para incluir Tel Aviv em nossos sistemas globais de reservas, recebemos uma forte demanda de viajantes – não apenas em Israel, mas também de muitos de nossos destinos, incluindo de e para os Emirados Árabes Unidos.

Parte da alta demanda também veio da Austrália, Indonésia, Brasil, Estados Unidos e Filipinas. Isso reflete a força de nossa oferta de produtos, o alcance de nossa rede global e a eficiência de nosso hub Dubai para conexões mundiais. Nosso novo serviço proporcionará oportunidades de turismo, comércio e negócios.

Estamos ansiosos para receber nossos clientes para experimentar os produtos da Emirates em terra e a bordo, bem como desfrutar de uma experiência única em todas as classes. Aproveitamos esta oportunidade para agradecer aos nossos amigos e parceiros por apoiarem o lançamento do serviço.”

As fortes relações bilaterais entre os Emirados Árabes Unidos e Israel são evidentes no aumento do número de empresas que foram criadas após a assinatura dos históricos Acordos de Abraham. Atualmente, mais de 500 empresas israelenses operam nos Emirados Árabes Unidos, e o comércio entre os Emirados Árabes Unidos e Israel deve chegar a US$ 2 bilhões até o final deste ano.

O novo serviço da Emirates ajudará a nutrir mais conexões de negócios e turismo. Ao fornecer conectividade vital com sua extensa rede global, a nova rota Dubai-Tel Aviv apoiará os dois países no avanço de sua cooperação econômica em vários campos, incluindo tecnologia, saúde, educação, investimento, entre outros.

Um facilitador para o comércio, a Emirates SkyCargo oferecerá uma capacidade média de 20 toneladas em cada voo, transportando as principais exportações israelenses, como frutas e legumes, produtos farmacêuticos, máquinas e eletrônicos industriais, metais e outros bens de alto valor para os Emirados Árabes Unidos e outros mercados internacionais. A companhia aérea também deve transportar matérias-primas e componentes de fabricação, semicondutores e encomendas de comércio eletrônico para Israel.

Mais de 300.000 israelenses visitaram os Emirados Árabes Unidos nos últimos dois anos, apesar das restrições da pandemia, de acordo com o Departamento de Economia e Turismo de Dubai, e esse número deve aumentar com as restrições de viagem diminuindo ainda mais.

Os voos da Emirates para Tel Aviv operam como EK931 e EK932. O voo diário sai às 15h50, chegando ao Aeroporto Ben Gurion às 18h00, hora local. O voo de volta parte de Tel Aviv às 19h55, chegando a Dubai às 23h59, hora local.

Informações da Emirates

Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias