Empresa aérea regional americana passa a ter apenas aviões da Embraer em sua frota

Imagem: Plane Spotting Manaus

A Horizon Air, empresa que opera sob a marca da Alaska Airlines, aposentou ontem o último Dash 8 Q-400 de sua frota, após mais de duas décadas de operação contínua de aeronaves da popular família de turboélices regionais. Isso conclui o plano da companhia, que havia informado em março passado que substituiria os turboélices por aeronaves Embraer E175.

A aeronave, matrícula N421QX, completou seu último serviço comercial de passageiros para a Horizon Air entre os aeroportos de Seattle-Tacoma e Portland. Decolou às 21h09 de quinta-feira, horário local, e pousou às 21h40, cobrindo o voo AS-9986, reporta o site Aviacionline.

Dash-8 Q400 da Horizon Air

Modernização e simplificação da frota

A medida faz parte de um processo de modernização e homogeneização da frota. De acordo com o que foi noticiado pela empresa, agora no começo de 2023, a linha aérea principal do grupo também desprogramou os seus aviões da família Airbus A320 para ter uma frota composta exclusivamente por aviões Boeing e Embraer.

Atualmente , a empresa tem pedidos firmes de aeronaves Embraer 175, Boeing 737 MAX 8, 737 MAX 9 e 737 MAX 10.

Durante seus anos de operação para a companhia aérea, os Dash 8 Q-100, Q200 e Q400 desempenharam um papel fundamental na conectividade aérea na região noroeste do Pacífico.

O processo de desativação do Q400 havia começado aproximadamente um ano antes, quando a empresa possuía um total de 32 aeronaves do modelo, sendo sete deles arrendadas. Agora, a Alaska Airlines buscaria vender as unidades para outras operadoras interessadas.

“Estamos comemorando um avião”, disse Joe Sprague, presidente da Horizon Air. “Mas estamos celebrando também as pessoas que fizeram dessa aeronave um impacto tão positivo para o Alaska Air Group, Alaska Airlines e Horizon Air”, acrescentou.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Boeing vende mais de duas dezenas de jatos 737 MAX para...

0
A Boeing e a Japan Airlines (JAL) finalizaram um pedido de 21 jatos 737 MAX 8. O modelo posicionará a JAL para fortalecer sua rede doméstica