Empresa aérea ridiculariza passageiro que não sabia que não havia Wi-Fi no avião

Divulgação: Ryanair

Um passageiro compartilhou no Twitter sua surpresa ao perceber que a Ryanair não oferece serviço de conectividade a bordo de suas aeronaves e recebeu em troca uma resposta afiada – e politicamente incorreta – do time de mídia social da empresa aérea.

Primeiro, o usuário de nome Adam (@adxm_w) postou: “Absolutamente estupefato por descobrir que não há Wi-Fi nos voos da Ryanair, uma loucura absoluta”.

Pouco tempo depois, a mídia social da Ryanair respondeu, ridicularizando o cliente, dizendo: “Absolutamente estupefato descobrir que a água é úmida”.

A resposta da empresa, na lata, teve reações mistas, vindo a ser apoiada por uma parte dos usuários e criticada por outra, que veio advogar em defesa do desavisado passageiro.

A verdade é que a low-cost possui praticamente o básico em serviço oferecido a bordo, além de tudo ser pago à parte. Por conta dessa simplicidade, a empresa é quase sempre a alternativa mais barata de viagem e é procurada por milhões de pessoas por causa disso. Todo esse sucesso a tornou a empresa aérea que mais transportou passageiros na Europa em 2019 (antes da pandemia) assumindo o posto que pertencia à Lufthansa.

Em média, o tempo dos seus é de apenas uma hora e 15 minutos, o que fez com que a companhia apostasse que não valia a pena investir na instalação de equipamentos de conexão Wi-Fi. Certa vez, o polêmico CEO da empresa, Michael O’Leary, disse que seus passageiros “dificilmente pagariam por esse serviço e que, se não fosse para gerar receita, era melhor não ter”.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Chéquia deve estender o aluguel dos caças Gripen até a chegada...

0
O atraso dos caças stealth F-35 pode forçar a Checa a renovar o contrato de aluguel de caças Gripen da Suécia.