Empresa que comprou aviões Embraer em plena crise tem lucro recorde

Embraer E190 – Imagem: Alf van Beem / CC0, via Wikimedia Commons

Uma empresa aérea que optou por fazer um movimento completamente oposto ao mercado, ampliando sua frota em meio às incertezas da pior crise da aviação, mostra que acertou em cheio o alvo de sua estratégia de negócio.

Como acompanhamos desde meados do ano passado, enquanto empresas aéreas por todo o mundo paravam suas frotas e aposentavam um grande número de aviões devido aos impactos da Covid-19 nas viagens aéreas, a australiana Alliance Airlines decidiu ir às compras.

Diante dos preços reduzidos de compra e de leasing dos aviões comerciais, a empresa declarou que estava aproveitando para adquirir jatos Embraer 190 a preços muito convidativos, com a certeza de que em breve o investimento seria recompensado, pois eles seriam muito requisitados para a retomada dos mercados regionais.

Foram investidos $ 175,9 milhões, entre os custos da compra de 26 aeronaves E190, da manutenção de base para nove aeronaves E190 que já foram recebidas e da compra de um simulador de voo completo do modelo.

Imagem: @randyuh, via Allaince Airlines

O tiro foi certeiro. Poucos meses após começar a receber os aviões (a maior parte aposentada da panamenha Copa Airlines, e alguns também da suíça Helvetic Airways), a Alliance começou a ser requisitada para alugar seu novo modelo de aeronave para atender à retomada das viagens domésticas na Austrália.

Assim, com sua frota de jatos Fokker 70 e Fokker 100 complementada pelos aviões E190 de fabricação brasileira, a empresa acaba de reportar que registrou lucro recorde em seu FY2021 -ano fiscal 2021 (o ano fiscal foi de 1 de julho de 2020 a 30 de junho de 2021).

Segundo o comunicado apresentado ao mercado em geral, a Alliance anunciou um lucro estatutário anual antes de impostos (PBT) recorde de $ 48 milhões de dólares australianos, com um PBT básico de $ 51 milhões. Isso representa aumentos de, respectivamente, 19% e 25% em relação ao exercício anterior. O lucro líquido estatutário após impostos (NPAT) também aumentou 26%, para $ 34 milhões.

Comentando sobre os resultados do ano fiscal de 2021, o Diretor Administrativo da Alliance, Scott McMillan, destacou a importância dos aviões da Embraer na estratégia da empresa:

“A Alliance produziu um resultado recorde em um momento em que estamos investindo pesadamente no apoio ao crescimento do negócio. O negócio subjacente, utilizando a frota Fokker, continua a colher os benefícios do planejamento e investimento anteriores e é a base financeira e operacional sobre a qual a expansão do E190 foi construída. Este programa de expansão proporcionará à Companhia um aumento nas horas de voo anualizadas de até 3 vezes até o final do FY2022.

“Devido à retomada de demanda de capacidade anterior ao esperado, a Alliance antecipou o investimento necessário para implantar a frota de E190. Temos e continuamos a recrutar pilotos, tripulantes de cabine, engenheiros e outras equipes operacionais e corporativas para apoiar a implantação antecipada da frota. Esperamos ter pelo menos 14 aeronaves E190 em serviço até dezembro de 2021 com o restante a ser implantado em meados de 2022.”

Gestão de frota e expansão com o E190

A Alliance comemora por ter sido uma das empresas de aviação mais bem-sucedidas do mundo durante a pandemia da COVID-19 e, durante esse tempo, garantiu 32 aeronaves E190 para expandir ainda mais os negócios.

Na data do balanço do FY2021, a Alliance havia pago por 26 das 32 aeronaves E190, com o saldo restante a ser liquidado progressivamente até outubro de 2021. Os planos de implantação atuais são os seguintes:

– Cinco E190 a serem implantados em rotas da Austrália Central específicas;

– Até 18 aeronaves para atender a um contrato de arrendamento com tripulação anunciado recentemente pela Alliance;

– Duas aeronaves em regime de dry lease (uma atualmente arrendada);

– Três aeronaves para cobrir as verificações de manutenção da base; e

– Quatro aeronaves para oportunidades adicionais de expansão em toda a rede.

A implantação de cinco aeronaves E190 em rotas selecionadas na Austrália Central irá liberar cinco aeronaves Fokker que serão adicionadas à frota da região da Austrália Ocidental (um aumento de 33,3%) para atender ao crescimento orgânico e expansionista das operações da Alliance.

Com o acordo final do E190 previsto para outubro de 2021, a Alliance terá uma frota combinada de 75 aeronaves Fokker e E190, um simulador de voo completo, seis motores sobressalentes e um inventário de peças sobressalentes, ferramentas e equipamentos de apoio em solo.

Com informações da Alliance Airlines

Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias