Início Variedades

Empresário chamado de desalmado ao cobrar $6.500 por voo de resgate do Afeganistão

O empresário Erik Prince está sendo criticado após uma denúncia de que ele está oferecendo voos de evacuação do Afeganistão, em um avião fretado, por US$ 6.500 por pessoa. Prince é fundador a empresa militar privada Blackwater, que presta serviços ao Departamento de Defesa dos EUA.

Segundo relata o Business Insider, embora seus negócios tenham rendido a ele um patrimônio líquido estimado em US$ 2 bilhões, seu nome se tornou um tópico de tendência no Twitter por conta de seu mais recente empreendimento. Na quarta-feira, ele enfrentou uma forte reação negativa por oferecer a americanos desesperados para deixar Cabul voos a um alto preço. 

Ele também se ofereceu para ajudar aqueles que estão presos em suas casas e precisam de assistência para chegar ao aeroporto, mas eles teriam que pagar um custo adicional.

“Erik Prince, junto com todos os outros que cobram taxas absurdas para ajudar as pessoas a evacuarem locais de alto risco, deveriam ser acusados ​​de aproveitadores de guerra. Aumentar os preços e fazer coisas como essa é um crime. Ele deveria ser preso por isso, que monstro”escreveu um usuário no Twitter. Outra pessoa sugeriu que Prince deveria enfrentar as consequências por tirar vantagem de pessoas desesperadas para escapar do Afeganistão.

À medida que se aproxima o prazo final de 31 de agosto para as tropas americanas deixarem o Afeganistão, os legisladores dos EUA pediram aos assessores do presidente Biden para convencê-lo a prorrogar a data para que mais pessoas possam ser resgatadas.

No entanto, na terça-feira (24), um alto funcionário do governo Biden disse ao The Washington Post que a Casa Branca pretende cumprir o prazo original.

Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.
Sair da versão mobile