Início Aeroportos

Empresas aéreas estão mudando de aeroporto para contornar os atrasos na Holanda

O problema de voos atrasados e cancelados por falta de pessoal na alta temporada, que também atinge a Holanda, está resultando em realocação das operações no país.

Boeing 777 da KLM pousa em Amsterdã

Após o grande aeroporto Schiphol, em Amsterdã, não conseguir lidar com a grande quantidade de passageiros, parte dos voos está sendo realocada para os outros aeroportos dos Países Baixos: Roterdã, Groningen, Maastricht e Eindhoven.

A falta de funcionários, causada por uma associação de demissões durante a pandemia, aposentadorias antecipadas e mudança de áreas profissionais, está resultando em grandes filas e atrasos em aeroportos de vários países.

Nos EUA, por exemplo, a Delta já anunciou a redução de 100 voos por dias para combater este problema. Já a empresa holandesa KLM está tomando uma medida diferente.

Segundo o porta-voz do Aeroporto de Roterdã, o local já recebeu pedidos para receber voos que seriam operados em Schiphol nas férias de verão europeias. O processo seria simples por ser uma mudança dentro de um país pequeno, onde a distância entre os aeroportos é de no máximo 1 hora e 30 minutos, menos que as 3 a 5 horas que alguns passageiros têm enfrentado nas filas de raio-x.

O portal NL Times também informou que o aeroporto de Groningen, o menor dos 5 aeroportos com voos regulares no país, tem recebido pedidos de transferência de voos das empresas aéreas, porém, não informou quais companhias aéreas fizeram o pedido.

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A
Sair da versão mobile