Estão de volta os longos voos da LATAM para Sydney e Auckland, na Oceania

Após dois anos devido aos impactos da Covid-19, a LATAM voltou a transportar passageiros nesta semana de e para dois destinos bastante distantes da América do Sul: as cidades de Sydney e Auckland, localizadas na Oceania.

Operados pelos aviões Boeing 787-9 Dreamliner, os voos são triangulares, ou seja, após partirem de Santiago, no Chile, passam pelos dois destinos antes de retornarem à base da LATAM.

O primeiro voo do retorno das operações decolou na terça-feira, 29 de março. Sob a numeração LA-801, o Boeing 787-9 de matrícula CC-BGB levou pouco mais de 14 horas e 50 minutos desde Santiago até Sydney, na Austrália.

O voo de reestreia da LATAM na Oceania – Imagem: RadarBox

A volta da companhia latina à mais populosa cidade do país dos cangurus foi recebida com comemoração pelo aeroporto australiano:

Imagem: Kurt Ams, via Sydney Airport on Twitter
Imagem: Kurt Ams, via Sydney Airport on Twitter

Após uma longa parada de mais de 24 horas em Sydney, o serviço continuará, agora sob a numeração LA-800, até Auckland, na Nova Zelândia. Na terra dos kiwis, a escala é curta, de apenas duas horas, partindo então de volta para mais uma longa jornada ao Chile.

A frequência será de três partidas semanais na operação, e a perspectiva é de aumento para cinco voos a partir de 1º de julho.

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Acionistas da Latam aprovam plano de reorganização em novo passo rumo...

0
Acionistas da Latam Airlines concordaram com a aprovação do plano de reorganização da empresa na terça-feira (5), dando continuidade