Exército faz treinamento inédito com helicóptero americano Chinook

O Exército Brasileiro está nos EUA e fez um treinamento inédito no icônico helicóptero americano Chinook, da Boeing.

Divulgação | 12ª Brigada de Infantaria Leve – Aeromóvel

A chegada dos militares brasileiros aos EUA se deu no meio da semana a bordo de um Boeing 767 da Eastern Airlines, como mostramos aqui. Depois, a equipe iniciou sua participação no exercício CORE 2022 (Combined Operation and Rotation Exercises 22), que é um treinamento conjunto anual entre militares das divisões aerotransportadas do Brasil e dos EUA.

Os brasileiros estão na sede da lendária 101st Airborne Division, que foi altamente conhecida na Segunda Guerra Mundial por sua eficiência e inúmeros atos de bravura de seus soldados, e eternizada na série “Band of Brothers” e no filme “Resgate do Soldado Ryan”.

Hoje, a divisão não salta mais de aviões, algo restrito à 82nd Airborne Division, mas sim é transportada até o campo de batalha por helicópteros, daí a sua designação Air Assault, ou assalto aéreo, onde são utilizados helicópteros de ataque Boeing AH-64 Apache que escoltam os helicópteros Sikorsky UH-60 Blackhawk e Boeing CH-47 Chinook.

Este último modelo é conhecido pelo seu design e som único, dado seus dois rotores contra rotativos, que lhe conferem alta mobilidade mesmo sendo uma grande aeronave de 11 toneladas, que pode levar o próprio peso em carga útil ou 55 soldados equipados.

A aeronave, inclusive, já foi avaliada anos atrás como potencial aquisição pelo Exército Brasileiro, já que tem grande capacidade interna e externa de cargas, e se destacou pela eficiência durante a Guerra do Vietnã, travada em selva de bioma similar à Amazônia brasileira.

É a primeira vez que tropas brasileiras regulares (que não são de forças especiais) treiname neste helicóptero. Soldados do 5º Batalhão de Infantaria Leve e da 12ª Brigada de Infantaria Leve – Aeromóvel fizeram voos noturnos, embarque e desembarque táticos, equipados com fuzis Imbel IA2 e lança-foguetes AT-4.

Carlos Martins
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Viabilização de novas rotas no Nordeste é discutida por Azul, Gol...

0
Encontro levantou potenciais dos municípios para receber os novos serviços aéreos e estratégias para diminuir custos operacionais.