Início Aviação Militar

FAB mostra em vídeo como foi a cerimônia que celebrou os 149 anos de Alberto Santos-Dumont

Imagem: Força Aérea Brasileira, via YouTube

A Força Aérea Brasileira (FAB), realizou, na sexta-feira, 22 de julho, na Base Aérea de Brasília (BABR), a cerimônia militar alusiva aos 149 anos de nascimento do Marechal do Ar Alberto Santos-Dumont, Pai da Aviação e Patrono da Aeronáutica brasileira, que é comemorado no dia 20 de julho.

O evento foi marcado pela imposição da Medalha Mérito Santos-Dumont a 158 personalidades e pelo desfile das aeronaves F-5 M, A-1M, KC-390 Millenium, E-99, R-99 e C-99:

A solenidade foi presidida pelo Ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, e contou com a presença de

– Ministros de Estado;

– Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior;

– Ex-Comandantes da Aeronáutica Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato e Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez;

– Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, General de Exército Laerte de Souza Santos;

– Chefe do Estado-Maior da Armada, Almirante de Esquadra Renato Rodrigues de Aguiar Freire, representando o Comandante da Marinha do Brasil;

– Chefe do Estado-Maior do Exército, General de Exército Valério Stumpf Trindade, representando o Comandante do Exército Brasileiro;

– Oficiais-Generais membros do Almirantado, do Alto-Comando do Exército e do Alto-Comando da Aeronáutica de ontem e de hoje; dentre outras autoridades civis e militares. 

Na ocasião, o Ministro Paulo Sérgio Nogueira ressaltou o significado da data para o Brasil e para o mundo:

“Devido a sua capacidade visionária, Santos-Dumont contribuiu para que a nossa aviação fosse reconhecida e respeitada internacionalmente dando ao Brasil elevado destaque. É imprescindível rememorar os feitos como os de Santos-Dumont, o qual foi imortalizado por antever o primordial papel do avião como meio de transporte que permite a integração, a união e a amizade entre os povos”, pontuou.

Por sua vez, o Comandante da FAB, Tenente-Brigadeiro Baptista Junior, destacou os feitos de Santos-Dumont e sua contribuição para o desenvolvimento da humanidade:

“Por meio do lendário 14-BIS, Santos-Dumont mostrou para a humanidade o portal de um novo mundo. Se o homem, hoje, desfruta da possibilidade de cruzar oceanos em poucas horas; se os continentes se entrelaçam em uma diversidade de culturas, grande parcela de tal proeza deve-se ao espírito inventivo desse gênio brasileiro”, salientou.

Homenagens

Durante o evento, foi realizada a entrega da medalha Mérito Santos-Dumont, condecoração criada para homenagear civis e militares, brasileiros ou estrangeiros, por destacados serviços prestados à FAB.

Para o jornalista João Paulo Moralez, que já tem 17 anos de experiência no segmento de aviação e na cobertura de eventos e operações militares, receber a comenda que carrega o nome do Pai da Aviação é motivo de orgulho.

“Um brasileiro inventor, que transformou a humanidade e criou uma das mais importantes invenções do século XX, é algo muito especial. É uma medalha que, com certeza, carrega um significado para todos nós brasileiros”, declarou.

A Sargento Danielle Cristina de Souza, que completou 19 anos de serviço na FAB, disse que ganhar a medalha foi um dos melhores presentes que já recebeu. “São 19 anos na Força Aérea Brasileira. Então, para mim, foi uma satisfação receber essa medalha”, comemorou. 

O Coronel Anderson Soares do Carmo, do Exército Brasileiro, que também foi um dos agraciados, parabenizou a FAB e agradeceu pelo reconhecimento. ”Eu me sinto muito orgulhoso de estar sendo homenageado com essa medalha, principalmente pela memória do Pai da Aviação, Santos-Dumont, que nos orgulha. Um brasileiro que levou a aviação e criou o avião para o mundo”, afirmou. 

Conforme o empresário Renato Souza Borges de Oliveira, Santos-Dumont foi um grande inventor e idealizador brasileiro. “Ele representa isso tudo: Uma pessoa de grandes capacidades e acima de tudo visão, coração e apoio ao próximo”, descreveu.

De acordo com o Adido de Defesa e Aeronáutica da Argentina, Coronel Aviador Enzo Claudio Bressano, a cerimônia simboliza uma herança deixada por Santos-Dumont. “Me sinto muito honrado por ter recebido a comenda e fazer parte de um grupo tão seleto que é a Força Aérea do Brasil. Fico feliz por ter sido escolhido para ser homenageado nessa cerimônia tão significativa”, disse.

Honrado, o Capitão de Mar e Guerra Ricardo Augusto Correa Netto, enalteceu o trabalho desempenhado pela FAB. “É uma honra imensa colocar no peito uma medalha tão importante. Parabéns à Força Aérea Brasileira pelo trabalho brilhante e parabéns ao Alberto Santos Dumont”, finalizou.

No evento também foram disponibilizadas para exposição uma réplica da aeronave Demoiselle (criado em 1907 e considerado, na época, o melhor e o menor avião já desenvolvido pelo Pai da Aviação, além de ser o mais barato), e uma réplica do F-39 Gripen (incorporado recentemente à aviação de caça brasileira como principal vetor da defesa aérea do país), representando o passado e o presente.

E, durante a cerimônia, houve o desfile de militares e das aeronaves F-5 M, A-1 M, KC 390 Millenium, E-99, R-99 e C-99.

Imagem: Força Aérea Brasileira, via YouTube

Informações da Força Aérea Brasileira