Ferrari em alta velocidade colide com versão chinesa do avião Antonov AN-2

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Os amantes de carros e velocidade costumam dizer que as Ferraris voam. Quem gosta e entende das peculiaridades dos carros, ou até aqueles amantes ferrenhos de Fórmula 1, torcedores da escuderia italiana, são enfáticos ao defender a qualidade e velocidade dos carros da montadora.

Agora, esses apaixonados pela Ferrari terão mais uma vantagem para contar sobre a escuderia. Na cidade de Yiwu, na província chinesa de Zhejiang, uma Ferrari 458 “voava” a tal velocidade que atingiu um avião.

Não, obviamente a Ferrari não alçou voo, como se fala figurativamente quando ela está correndo. Aliás, até agora não está claro como exatamente o acidente aconteceu. Mas o fato é que a Ferrari, em alta velocidade, atingiu um avião modelo Shijiazhuang Y-5B (K), segundo reporta o The Star.

Esse modelo, utilizado na aviação agrícola, foi fabricado sob licença da China, sendo quase todo baseado no famoso avião soviético Antonov AN-2. Inclusive a maioria das peças do Y-5B (K) é de fabricação soviética.

Avião Shijiazhuang Y-5B
Shijiazhuang Y-5B, semelhante ao do acidente – Imagem: Xu Zheng / CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

O avião, que segundo o On The Wings of Aviation tinha matrícula B-8702, estava estacionado em uma área aeroportuária e os investigadores do acidente ainda não sabem como o veículo foi parar lá.

O avião, que estava parado há 20 anos, sofreu danos substanciais na asa direita e no trem de pouso, enquanto a Ferrari teve seu capô amassado e sua parte dianteira totalmente destruída.

A notícia boa do acidente é que, apesar da violência do impacto, ninguém ficou ferido.

O acidente mexeu com as redes sociais. Um usuário comentou ironicamente: “Estamos mais interessados ​​em saber se o custo de conserto do avião seria maior que o custo de conserto da Ferrari.”

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Claudio Brito
Claudio Brito
Apaixonado por aviação desde o berço como filho de comissário de bordo, realizou o sonho de criança se tornando comissário em 2011 e leva a experiência de quase 10 anos no mercado da aviação. Formado Trainer em Programação Neurolinguística, conseguiu unir suas duas paixões, comunicação e aviação.

Veja outras histórias

Programa de subsídios para trazer mais voos internacionais ao Brasil tem...

0
A ação é fruto da parceria entre o Mpor e Mtur, com a Embratur e busca incentivar voos regulares para destinos turísticos do Brasil.