Gol Linhas Aéreas diz que o mercado está propenso a novas fusões e aquisições

A Gol Linhas Aéreas disse que está pronta para aproveitar a tendência de fusões e aquisições do mercado aéreo. Esse foi o sentimento expresso pelo presidente e CEO da GOL, Paulo Kakinoff, durante recente teleconferência sobre os resultados do quarto trimestre de 2021 da companhia aérea.

Para o executivo, há muito espaço para cooperação, desde codeshares até fusões completas. “Há muitas sinergias e cooperações sendo desenvolvidas, e agora existem algumas, quer dizer, possibilidades que podemos vislumbrar; nada concreto, mas acredito que o mercado está caminhando nessa direção. Pode envolver a GOL ou outros concorrentes , mas acredito que este é um tipo de tendência que está prestes a acontecer em todo o mundo”, disse.

No ano passado, a Gol anunciou a aquisição da Map Linhas Aéreas por R$ 27,8 milhões. O negócio foi aprovado pelo CADE em 30 de dezembro de 2021. Mais recentemente, a empresa firmou um acordo com a American Airlines, que injetará US$ 200 milhões na companhia brasileira e passará a ter uma participação de 5,2% do seu capital.

Em paralelo, a Gol possui uma parceria firme com a Voepass (Passaredo), em que as aeronaves desta última são usadas em rotas regionais que alimentam a sua malha principal. No final do ano passado, a Voepass anunciou que vai operar com jatos Boeing 737 e, aparentemente não por coincidência, eles devem ser repassados pela Gol.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Pesquisa do ITA que aborda uso de drones sobre o mar...

0
O algoritmo desenvolvido durante os estudos pode contribuir nas ações de Força Aérea de Patrulha Marítima e de Reconhecimento Aeroespacial.