Há exatamente 40 anos, saía do ninho o Boeing 747 de número 500

Na dia 9 de dezembro, mas 40 anos atrás, saía da planta da Boeing em Everett o exemplar de número 500 de uma aeronave que, à altura, já era um ícone da história da aviação. Para a época, foi um sucesso absoluto atingir uma marca tão expressiva, de uma aeronave tão grande, em apenas doze anos.

A data especial foi comemorada pela Boeing com publicações em suas redes sociais. Nelas, a fabricante compartilhou a foto da aeronave comemorativa, que foi destinada à escandinava SAS e carregava um grande adesivo com o número “500” ao lado da cabine dos pilotos.

A Rainha dos Céus Boeing como é conhecido no exterior veio a público pela primeira vez em 1968 com sua aparência imponente. Aparência que até hoje é admirada praticamente de forma unânime, seja por pessoas envolvidas com a aviação ou por leigos.

Naquele 30 de setembro de 1968, o primeiro Boeing 747 surgiu da fábrica de montagem em Everett, que havia sido especialmente construída no aeroporto Paine Field para abrigar o primeiro jato “Jumbo” do mundo.

Com pouco mais de 70 metros de comprimento, a fuselagem do 747 se estendia por dois terços do comprimento de um campo de futebol. Sua envergadura chegava aos quase 60 metros e a altura da cauda passava dos 19 metros, praticamente um prédio de seis andares.

Hoje, a versão mais moderna, o 747-8, passa dos 76 metros de comprimento e 68 metros de envergadura, mantendo os pouco mais de 19 metros de altura.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Ouça o momento em que o Capitão Neves é interceptado e...

0
Na gravação, nota-se que os pilotos do A-29 da Fumaça e a controladora de tráfego aéreo ainda fizeram uma brincadeira na comunicação.