Honeywell promete reduzir custos e desperdício na produção de combustível sustentável de aviação (SAF)

Imagem: Airbus

A Honeywell acaba de anunciar que sua tecnologia de hidrocarbonetos pode ser usada para produzir combustível de aviação sustentável (SAF, na sigla em inglês) a partir de biomassa, ajudando a criar SAF, que é 90% menos intensivo em carbono do que os tradicionais combustíveis de jato à base de fósseis¹.

A nova tecnologia produz de 3 a 5% mais combustível, possibilitando a redução de custos de até 20%,além da diminuição dos fluxos de resíduos dos subprodutos, em comparação com outras tecnologias de hidro processamento comumente usadas.

A tecnologia de Unicracking™ Fischer-Tropsch (FT) da Honeywell utiliza líquidos e ceras de biomassa processada – incluindo sobras de colheitas, resíduos de madeira ou restos de alimentos – e pode ser usada para produzir SAF em conformidade com os rigorosos padrões da indústria da aviação, tendo menor impacto ambiental. Esta inovação demonstra a sintonia da companhia com seu portfólio com três megatendências, incluindo a transição energética.

“À medida em que a demanda por SAF continua a crescer, a indústria da aviação enfrenta o desafio de suprimentos limitados de matérias-primas tradicionais para a produção do combustível, como óleos vegetais, gorduras animais e óleos residuais”, disse José Fernandes, Pesidente da Honeywell para a América Latina e vice-presidente da área de Soluções de Energia e Sustentabilidade. “Quando combinada com o processo de Fischer-Tropsch existente, nossa nova tecnologia expandirá as opções disponíveis na indústria para fontes mais abundantes, melhorando, em última análise, a capacidade de nossos clientes de produção.”

Recentemente, a DG Fuels selecionou essa tecnologia para sua planta de fabricação de biocombustíveis em Louisiana, nos Estados Unidos – a maior do mundo para produção de SAF a partir do processo FT – que produzirá 13 mil barris deste combustível por dia, quando começar a operar em 2028.

“Usando a tecnologia avançada da Honeywell, forneceremos combustível suficiente para mais de 30 mil voos transatlânticos a cada ano, contribuindo significativamente para a redução das emissões de carbono das viagens aéreas globais”, disse Michael Darcy, CEO da DG Fuels. “Este é um grande avanço no apoio ao objetivo da indústria aérea de alcançar emissões líquidas zero de carbono da aviação internacional até 2050.”

A Honeywell tem contribuído pioneiramente com a produção de SAF, por meio do seu processo Ecofining™, que está sendo utilizado comercialmente para produzir o combustível desde 2016. A empresa agora oferece soluções em uma variedade de matérias-primas para atender à demanda crescente por combustíveis renováveis, incluindo o SAF. Além do Unicracking e Ecofining da Honeywell, o portfólio de combustíveis renováveis da Honeywell inclui a tecnologia Ethanol to Jet e a eFining™, que converte hidrogênio verde e dióxido de carbono em e-combustíveis.

Mais de 50 plantas em todo o mundo licenciaram as tecnologias de SAF da Honeywell, com refinarias projetadas para exceder uma capacidade combinada de mais de 500.000 barris de SAF por dia quando estiverem totalmente operacionais.

Informações da Honeywell

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias