Veja os danos na asa que atingiu o solo no pouso do CRJ-900 na quinta-feira

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Avião CRJ-900 Endeavor Delta
CRJ-900 da Endeavor / Delta – Imagem: Dave Montiverdi / CC BY-NC-ND 2.0, via Flickr

No final da semana passada, reportamos um incidente no qual um jato de passageiros modelo CRJ-900 impactou uma de suas asas contra a pista no momento em que realizava seu pouso.

Na ocasião, o jato de matrícula N910XJ chegava ao aeroporto de Chattanooga (EUA) em um voo regional da Delta Air Lines na quinta-feira, 18 de março, e, em meio a ventos de rajada de até 30 nós (55,5 km/h), acabou por se desestabilizar e abaixar demais a asa esquerda, que atingiu o solo.

Até o final da semana, no entanto, ainda não havia imagens da proporção dos danos e nenhuma informação oficial descrevia mais detalhes, porém, em função da aeronave ter permanecido fora de serviço nos dias subsequentes, era provável que se tratava de algo mais sério do que apenas um contato leve.

Agora, imagens feitas após o CRJ-900 ter sido inspecionado mostram o resultado do incidente.

Nota-se que, apesar de o local já estar coberto por um plástico preso por fita adesiva, para manter a área danificada protegida de sujeira e umidade, uma grande parte do winglet (região da posta da asa que se dobra para cima) foi completamente perdida.

A parte inferior da junção da asa com o winglet também é vista coberta pelo plástico de proteção, indicando que uma parte do material deste local também deve ter sido removida pelo atrito contra a pista.

Dada a extensão dos danos, possivelmente a aeronave não apenas passará pelo reparo da ponta de sua asa esquerda, mas também precisará ser submetida a uma detalhada inspeção da estrutura desta asa, para garantir que nenhum outro componente tenha sofrido esforços superiores a seus limites, em decorrência do impacto da ponta com o solo.

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Ouça a conversa dos pilotos da Esquadrilha da Fumaça em sua...

0
Depois de uma breve paralisação devido às férias, a Esquadrilha da Fumaça, a famosa equipe de exibição de aeronaves da Força Aérea Brasileira