‘Implantação do espectro 5G será um desastre para a aviação’, diz CEO da United

O lançamento de frequências de comunicação sem fio 5G, previsto para janeiro de 2022, pode causar uma onda de cancelamentos e atrasos devido à interferência com o equipamento de navegação da aeronave, disse à mídia o presidente-executivo da United Airlines, Scott Kirby, após uma audiência do Comitê de Comércio do Senado em dezembro 15

“Seria uma falha catastrófica do governo”, disse Kirby sobre os planos da AT&T e da Verizon, duas provedoras de tecnologia móvel, de implantar o espectro 5G em 5 de janeiro, relata a Reuters.

Kirby afirmou que a tecnologia iria interferir com os rádio-altímetros das aeronaves, efetivamente forçando as companhias aéreas a usar ajudas menos precisas durante o pouso em mais de 40 aeroportos principais. Ele acrescentou que isso levaria ao cancelamento de até 4% de todos os voos nos Estados Unidos. 

A associação Airlines for America (A4A) ecoou as opiniões de Kirby, dizendo que o custo anual para as companhias aéreas de passageiros no país poderia chegar a US$ 1,6 bilhão, enquanto as transportadoras de carga teriam que arcar com outros US$ 400 milhões em custos adicionais.

É uma certeza. Não é um debate”, acrescentou Kirby.

Em uma repreensão ao tom de Kirby, a Cellular Telecommunications Industry Association (CITA) disse que as frequências 5G foram implantadas em quase 40 países ao redor do mundo sem nenhuma interferência relatada nos sistemas das aeronaves. “O fomento do medo da indústria da aviação depende de informações completamente desacreditadas e de distorções deliberadas dos fatos”, disse a CITA.

A AT&T e a Verizon já adiaram o lançamento das frequências 5G uma vez por seis meses devido a preocupações levantadas pela indústria da aviação.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Recém-eleito melhor DJ do mundo, holandês voa e pilota um caça...

0
O DJ holândes Martin Garrix, que foi eleito novamente como melhor do mundo, teve a oportunidade de pilotar um caça F-16 nos EUA.