Inaugurada exposição no Catar com avião pintado à mão em homenagem a Maradona

Imagem: Qatar Airways

A Qatar Airways, companhia aérea oficial da Copa do Mundo FIFA 2022, destaca nessa segunda-feira, 28 de novembro, a inauguração de uma exposição em Doha, no Catar, incluindo um avião, que homenageia o jogador argentino Diego Maradona.

O evento contou com a participação da Presidente do Conselho de Curadores dos Museus do Qatar, a Sheikha Al Mayassa Al Thani, que deixou sua assinatura junto a diversas outras e visitou toda a exposição.

Segundo a Qatar Airways, a exposição de Maradona está localizada no hangar executivo do Aeroporto Internacional Hamad até o meio de dezembro e está aberta diariamente das 09:00 às 13:00.

Como mostrado previamente pelo AEROIN, o grande ídolo do futebol argentino foi estampado em uma aeronave batizada de ‘Tango D10S’.

A aeronave escolhida para a homenagem foi o Bombardier CL-600-2B16 Challenger 601 registrado sob a matrícula LV-JVB, que, além de voar para a sede da Copa do Mundo de 2022 no Catar, também funcionou como um museu itinerante, fazendo uma turnê pelo mundo.

Na iniciativa do projeto do grupo empresarial Give&Get, com seu CEO, Gastón Kolker, e a intervenção do artista plástico Maximiliano Bagnasco, a aeronave foi pintada à mão e recebeu em sua fuselagem a imagem de Maradona beijando a taça da Copa do Mundo que a Argentina ganhou em 1986 no México.

Conforme as imagens no vídeo abaixo, além das cores brancas e azuis predominantes na fuselagem, a cauda do ‘Tango D10S’ recebeu a imagem do rosto do Maradona quando cantando o hino nacional argentino, e os winglets receberam a imagem alusiva ao icônico gol da ‘mão de Deus’ contra a Inglaterra.

O interior da aeronave é também especial, com 10 assentos personalizados, e decorado com itens que remetem a Maradona, como bolas, chuteiras e camisetas. Além disso, a aeronave conta com um sistema interativo com a voz e a imagem do jogador, que faleceu em 2020.

Segundo informações da empresa responsável pelo projeto, divulgadas em maio desse ano, inicialmente a aeronave faria voos particulares na Argentina, e depois o plano era “levá-lo ao México, Nápoles, Dubai, todos os lugares que foram emblemáticos na vida de Maradona”.

Após a série de voos pelo mundo e a participação na Copa no Catar, a aeronave seria leiloada e os fundos arrecadados, repassados a uma instituição de caridade.

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Redução do ICMS do querosene de aviação em Minas Gerais impulsiona...

0
O programa estabelece condições para aéreas obterem redução da base de cálculo do ICMS, ou mesmo isenção, para abastecimento com querosene.