Investimento em obras de ampliação deve dobrar capacidade do aeroporto de Boa Vista (RR)

Ministro da Infraestrutura vistoriou o terminal, que foi concedido à iniciativa privada durante a sexta rodada de concessões aeroportuárias. Empresa investirá cerca de R$ 170 milhões no empreendimento

Imagem: RenatoMaiaBR / CC BY-SA 4.0, via Wikimedia

Concedido à iniciativa privada na sexta rodada de concessões aeroportuárias, em abril de 2021, o aeroporto de Boa Vista (RR) terá sua capacidade duplicada após investimentos na ordem de R$ 170 milhões, afirmou o ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio. As obras de ampliação de capacidade vão aumentar a segurança e o conforto dos passageiros que passam pelo local diariamente.

A empresa, que já opera o aeroporto de Salvador, arrematou durante a sexta rodada, o Bloco Norte I com 7 terminais na região, com lance de R$ 420 milhões (ágio de 777,47%), valor bem acima do mínimo de R$ 47,8 milhões. Além do aeroporto de Boa Vista, foi assinado contrato nos aeroportos de Manaus (AM), Porto Velho (RO), Rio Branco (AC), Cruzeiro do Sul (AC), Tabatinga (AM) e Tefé (AM), que movimentam cerca de 4,6 milhões de passageiros.

“A estrutura do aeroporto tem um potencial enorme de crescimento. Hoje, a operação é ainda acanhada para a importância do estado de Roraima para o país e a gente tem então a expectativa nesses próximos anos aí tem essa ampliação significativa mais que dobrando o tamanho do aeroporto”, afirmou o ministro da Infraestrutura.

Outras intervenções

Além de investimentos específicos, serão realizadas outras melhorias no terminal de Boa Vista, entre elas: demolição de antigas construções, adequação da cloaca para recebimento de efluentes de aeronaves, reutilização de água pluvial, implantação de lâmpada LED, reforma do sistema de ar-condicionado e outras.

Os terminais da região Norte são fundamentais para a economia da região voltadas para o turismo ecológico, turismo de negócios, táxi aéreo, transporte de cargas para exportação e como base de apoio aos municípios vizinhos. “Estamos trabalhando de forma intensa nessa agenda. Desde 2019, já investimos cerca de R$ 1 bilhão na aviação regional”, disse Sampaio.

Informações do Ministério da Infraestrutura

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias