Jato da Azul tem falha hidráulica próximo de pousar no Santos Dumont

Airbus A320neo da Azul Linhas Aéreas

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) recebeu o registro, nesta semana, de um incidente envolvendo uma aeronave da Azul Linhas Aéreas que precisou pousar em outro aeroporto devido a uma falha técnica em voo.

O caso descrito no banco de informações do CENIPA mostra que o incidente ocorreu com o Airbus A320neo de matrícula PR-YRR, enquanto realizava o voo regular entre Curitiba, no Paraná, e o Rio de Janeiro, no Aeroporto Santos Dumont.

De acordo com os dados, a aeronave decolou do Aeroporto Internacional Afonso Pena, na Grande Curitiba, para cumprir o voo AD-2958 com 174 passageiros e 6 tripulantes, no último dia 27 de dezembro. O voo regular de pouco mais de uma hora e vinte ocorreu dentro da normalidade, quase que em sua totalidade, já que durante a aproximação, a aeronave apresentou falha no sistema hidráulico.

Diante do empecilho, os pilotos realizaram os procedimentos previstos no Manual de Referência Rápida (QRH) e o destino foi alternado para o Aeroporto Internacional do Galeão, que tem uma pista maior, onde o pouso ocorreu normalmente.

Conforme pode ser observado mais abaixo, na imagem obtida através da plataforma RadarBox, a aeronave realiza uma órbita de espera sobre o mar e prossegue o voo. A 6 mil pés (cerca de 1,83 km) de altitude e já sobrevoando sobre Campo Grande, no Rio de Janeiro, o jato prossegue para o pouso no Galeão.

O Airbus A320 permaneceu no solo até o dia seguinte, tendo realizado um novo voo para Salvador, na Bahia, sem intercorrências relatadas.

Parte da trajetória do jato envolvido na ocorrência – Imagem: RadarBox

Leia mais:

Juliano Gianotto
Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias

LATAM deve pagar até 1,5 salário de participação de resultados para...

0
Uma das maiores companhias aéreas do país, a LATAM, anunciou que voltará a pagar participação de lucros para seus funcionários.