Lançada a interface ASA para planejamento de voos com drones

Desde o dia 2 de dezembro, os pilotos de drone no Brasil contam com a interface do Airspace System Analysis (ASA) configurada para atender as necessidades das operações de UAS (Sistemas Aéreos não-Tripulados, na sigla em inglês). Este lançamento marca a segunda fase de implementação da ferramenta, que teve como foco atender as necessidades de análise ATM (Gerenciamento de Tráfego Aéreo, na sigla em inglês) relacionadas à operação UAS.

Em setembro, o motor de análises do ASA foi integrado ao SARPAS, o sistema do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) para solicitações de acesso ao espaço aéreo por drone, o que marcou a primeira etapa da integração. A interface para o público externo, como foco em solicitação de voos, é a segunda etapa da integração entre ASA e SARPAS.

Interface ASA

As principais novidades da nova interface se encontram na área “ASA Maker”, uma área de trabalho focada na interação do usuário com o mapa. As ferramentas disponibilizadas permitem a criação de desenhos complexos sobre o mapa, que por sua vez poderá ter camadas exibidas para melhorar a capacidade de planejamento.

Após a área delimitada, com dimensões e altura, é possível verificar o impacto com aeródromos e helipontos ao apertar um botão. Dessa maneira, o usuário consegue saber se bastará ser informada a área pretendida para a operação com o drone ou se precisará passar por análise. O objetivo dessa funcionalidade é diminuir ainda mais as solicitações que necessitam de análise manual.

Interface ASA

Outro destaque é a ferramenta de busca, que permite identificar termos de interesse como código ICAO de Aeródromos, CEP de endereços ou até mesmo locais de interesse.

Mais informações sobre a utilização deste produto estão disponíveis na Central de Ajuda do DECEA e no vídeo abaixo:

Informações do DECEA

Leia mais:

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias