LATAM troca o avião de rotas para os EUA para evitar problemas com o 5G

Enquanto ainda não se sabe a dimensão da interferência que a tecnologia 5G pode causar nos aviões, a LATAM, a exemplo de outras empresas aéreas, também decidiu trocar os jatos que voam para os EUA. A mudança da Latam é válida, a princípio, apenas para o dia 18 de janeiro.

Boeing 777 da LATAM

A decisão da LATAM segue a de outras quatro grandes empresas aéreas estrangeiras que operam regularmente para os Estados Unidos: as japonesas ANA e JAL, a árabe Emirates e a indiana Air India.

A medida tomada de última hora segue uma recomendação da Boeing, que pede para que os operadores não voem com o 777 para os EUA por possíveis problemas no pouso em áreas em que o 5G está ativo.

Como abordamos hoje mais cedo, a banda de operação da nova tecnologia é a mesma do rádio-altímetro, instrumento importante em aproximações de precisão que pode ficar impreciso ou não funcionar.

Sendo a única operadora na América do Sul do modelo, a LATAM decidiu tirar a aeronave das rotas que ligam o Brasil aos EUA, colocando o Boeing 767 ou o menor, porém mais moderno, 787 Dreamliner no lugar. Esses modelos seriam menos afetados – embora na semana passada a FAA também tenha emitido um comunicado recomendando atenção na operação do 787.

Boeing 787-9 da LATAM

Enquanto isso, as operadoras AT&T e Verizon se comprometeram em atrasar a chegada do 5G em áreas aeroportuárias, mas não detalharam qual seria o raio em torno do aeroporto, e como a tecnologia funcionaria no futuro próximo.

Em nota enviada ao AEROIN, a LATAM informou que “utilizará o Boeing 787 na rota Guarulhos-Miami e o Boeing 767 na rota Guarulhos-Nova Iorque. A companhia acompanha com atenção o tema para realizar novos ajustes, se necessário, sempre de acordo com as recomendações das autoridades aeronáuticas dos países onde opera.

Segundo dados da GRU Airport, o voo LA-8190 para Miami foi cancelado para permitir a troca pelo 787-9 Dreamliner de matrícula chilena CC-BGA, que cumprirá o voo no mesmo horário de partida, mas com numeração nova LA-9490.

Já o voo LA-8180 para Nova Iorque também foi cancelado para permitir a troca de aeronave, e agora sairá com o 767-300ER de registro brasileiro PT-MSW às 23h30, com apenas 20 minutos de atraso e com o número de voo LA-9452.

A American e United, que são as outras operadoras do 777 entre EUA e Brasil, têm seus voos com a aeronave confirmados para a noite até o momento.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Protótipo do avião A380 é visto fazendo um ‘tchau’ sobre a...

0
Mesmo agora que a fabricação foi encerrada, o primeiro jato de dois andares continua voando intensamente, já que recebeu uma nova missão.