Maior jornal chinês mostra vídeo da Boeing como se fosse de fábrica de aviões na China

O maior jornal da China cometeu uma gafe (ou seria proposital?) na última quarta-feira (11) ao publicar um vídeo de uma fábrica da Boeing nos EUA como se fosse de uma empresa chinesa. Certamente foi um erro na hora de escolher as imagens, mas foi uma grande gafe.

Atualização: o People’s Daily acabou percebendo a bola fora e retirou o vídeo do ar, restando apenas a captura de tela abaixo.

O vídeo acima (espere carregar caso não tenha aparecido) foi publicado no Twitter oficial do People’s Daily China, que segundo o próprio Twitter e a própria descrição do perfil, é o maior jornal do país e seu dono é o governo chinês. Na descrição do vídeo está “este timelapse te leva para dentro do processo de como um avião de passageiros é feito na #China”.

O perfil é seguido por 7 milhões de pessoas apenas nesta rede social, e o vídeo já tinha 53 mil visualizações até quarta-feira à noite. Das 137 respostas ao tweet, a maioria era alertando ou zombando do fato de o vídeo não ser na China, e sim em Everett, no estado americano de Washington.

Timelapse é uma técnica de edição que compila um vídeo gravado por horas em posições fixas, transformando numa curta filmagem acelerada, sendo uma ótima ferramente para acompanhar processos de construção ou evolução da natureza, por exemplo.

Neste caso da China, o vídeo verdadeiro, que você confere acima, é do primeiro Boeing 787-9 Dreamliner da Saudia Airlines, empresa árabe de grande porte.

Ao longo da filmagem é possível ver diversas pessoas de origem caucasiana, além de várias bandeiras americanas. O primeiro 787-9 da Saudia, de matrícula HZ-ARA, foi entregue em fevereiro de 2016 pela fábrica da Boeing em Everett.

Um ano antes nós visitamos exatamente a mesma fábrica, onde pudemos ver um 787 da American Airlines ser produzido, e podemos confirmar que o vídeo “chinês” é realmente nos EUA e não na China, que apenas tem uma pequena linha de montagem do Boeing 737.

Na manhã do dia 12, quinta-feira, o jornal chinês que tem circulação diária de 3 milhões e é comandado pela cúpula do Partido Comunista Chinês, acabou deletando o Tweet mas ele ficou salvo neste site.

Carlos Martins
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Avião Embraer E195 E2 KLM Cityhopper

Aviões Embraer E2 da KLM vão sendo armazenados no mesmo aeroporto...

0
A holandesa KLM iniciou o processo de armazenagem de seus jatos Embraer E195-E2 que não podem voar comercialmente por problemas nos motores.