Mais novo Boeing 747 do mundo pousa no Brasil na 1ª operação, veja a chegada

O bonito Jumbo pousando em Guarulhos, em cena do vídeo apresentado a seguir

Como apresentado na última quinta-feira, 2 de junho, pelo AEROIN, o mais recente Boeing 747 a ser produzido havia sido entregue à companhia aérea Atlas Air. O primeiro dos quatro últimos Jumbos a serem produzidos na história da aviação havia partido naquele dia, da fábrica, em Everett, EUA, direto para a Ásia.

Segundo a Atlas, este avião da variante 747-8F (cargueiro) já estava contratado, antes mesmo de sua entrega, para operar para a chinesa Cainiao, dona da Ali Express e outras marcas, em seus envios de encomendas da China para a América do Sul.

Portanto, a ida para a Ásia já parecia indicar que o novíssimo jato não demoraria a passar pelo Brasil, como apontando pelo AEROIN. E, de fato, a perspectiva se confirmou tão rápido quanto possível.

A primeira operação do Jumbo Jet recém-produzido foi exatamente a rota de Hong Kong para Guarulhos, com paradas intermediárias em Anchorage e Miami, ambas nos Estados Unidos.

Conforme o vídeo abaixo, captado e publicado pelo canal “Oxigênio Aéreo”, parceiro do AEROIN no YouTube, o Boeing 747-8F de matrícula N860GT chegou ao Aeroporto Internacional de São Paulo apenas dois dias após sair da fábrica, pousando pela pista 09L às 16h30 deste sábado, 4 de junho, segundo dados da plataforma RadarBox.

Na gravação acima, além do belo pouso do imponente e icônico quadrijato, nota-se também que ele ganhou o adesivo comemorativo dos 30 anos da Atlas Air, já que a empresa foi fundada em 1992.

Após chegar ao Brasil, o Jumbo permaneceu no solo durante cerca de 3 horas e então partiu para Santiago, no Chile, no último trecho da longa operação do voo GTI-8228, iniciado em Hong Kong.

A Atlas Air é a maior operadora de aviões Boeing 747 no mundo, com 46 unidades divididas entre os modelos 747-400 (41 jatos) e 747-8 (5 jatos). Os três últimos 747-8F que estão sendo produzidos pela Boeing são todos da companhia.

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Oficina em Belo Horizonte certificada por Argentina e Chile para manutenção...

0
O Regional Turbine Center (RTC) da StandardAero, localizado em Belo Horizonte, recebeu novas autorizações das autoridades aeronáuticas