Malha aérea doméstica do Brasil cresce pelo 5º mês seguido em setembro

Aeroporto Foz do Iguaçu Pátio
Imagem: Deni Williams / CC BY 2.0, via Flickr

A malha aérea doméstica brasileira registra, em setembro, média diária de 1.793 partidas, o equivalente a 74,6% da oferta de voos que as companhias aéreas nacionais operavam antes do impacto da pandemia, no início de março de 2020.

Segundo os dados apresentados pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), este é o quinto mês consecutivo de crescimento nesse indicador.

“Esse resultado mostra a resiliência das companhias aéreas nacionais. Importante lembrar que a continuidade desse desempenho está vinculada ao ritmo de vacinação e ao não agravamento da pandemia. Temos também de enfrentar o Custo Brasil, que pode inibir uma recuperação mais consistente da aviação”, afirma o presidente da ABEAR, Eduardo Sanovicz.

O gráfico a seguir mostra, nas barras amarelas, a média diária de voos em cada mês e, nas barras azuis, a variação em comparação com a oferta de voos domésticos do início de março de 2020, quando a pandemia ainda não havia impactado severamente o setor.

Fonte: ABEAR e ANAC

Informações da ABEAR

Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias