Início Aviação Militar

Membros dos Red Arrows são demitidos por comportamentos inaceitáveis, incluindo assédio

Imagem: Red Arrows, via Facebook

A Força Aérea do Reino Unido (RAF – Royal Air Force) afirmou em comunicado na última sexta-feira, 18 de novembro, que demitiu alguns membros da esquadrilha de demonstração Red Arrows após denúncias.

No comunicado, a RAF disse que a ação foi resultado de uma investigação que revelou “uma ampla gama de comportamentos inaceitáveis” na equipe de exibição de acrobacias, em que vários funcionários foram investigados, com uma série de resultados, “incluindo demissões da RAF”.

O tenente de voo Will Cambridge e o tenente de voo Damon Green estão entre os demitidos, além de outros que receberam punições mais leves, reporta o The Times.

Segundo o sky news, em agosto, o chefe da RAF prometeu abordar “questões legítimas” levantadas sobre alegações de assédio sexual e intimidação dentro dos Red Arrows, juntamente com uma série de outras questões.

Essa foi uma resposta a uma história nos jornais The Sun e The Times sobre uma “cultura tóxica” na equipe de exibição de acrobacias.

Ambos os jornais noticiaram a saída de dois dos nove pilotos da equipe, revelando que o Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica, Marechal do Ar Sir Mike Wigston, abriu um inquérito em dezembro, que documentou alegações de bullying, misoginia e assédio sexual. Mais de 40 funcionários prestaram depoimento, incluindo jovens recrutas do sexo feminino.

A RAF disse que a Divisão de Investigações Especiais da Polícia da RAF investigou alegações específicas e, embora não haja casos criminais a serem respondidos, continua a investigar as circunstâncias que levaram ao inquérito.

Até o momento, vários funcionários da RAF foram investigados sob os principais procedimentos administrativos da RAF. Essas investigações resultaram em uma série de resultados, incluindo as demissões.

Segundo o comunicado, a equipe recebeu “treinamento extensivo sobre comportamentos inaceitáveis ​​e cultura ‘Walk On By'” (termo utilizado quando se passa por alguém de maneira arrogante, sem parar ou dizer olá).

“A RAF elogia as ações de todos aqueles que se apresentaram para fornecer provas ao inquérito e às investigações subsequentes. É importante que o comportamento inaceitável seja denunciado e relatado onde e quando for encontrado. Levamos todas as alegações de comportamento inaceitável extremamente a sério e continuaremos a tomar medidas decisivas contra qualquer pessoa que não cumpra nossos altos padrões, de acordo com a Política de Tolerância Zero do Ministério da Defesa”, finaliza a RAF.