Modern Logistics voará pelo Brasil com ATR 72 promovendo plataforma para o agronegócio

Concepção Artística

A empresa brasileira de logísistica Modern Logistics vem se preparando para receber seus primeiros ATR 72 de sua frota. Como já se soube antes, as duas primeiras aeronaves reservadas para a companhia estão nas Ilhas Canárias, aguardando o momento do traslado.

Enquanto a empresa trabalha na inclusão do modelo sob seu certificado de operador aéreo, outras informações surgem, revelando um pouco mais dos planos da companhia sediada em Campinas, no interior de São Paulo. Uma dessas novidades é a pintura que deverá receber uma das aeronaves.

Como mostra a ilustração de abertura desta matéria, ao menos um dos ATR 72 terá as cores da Mojo, a plataforma de negócios (ou marketplace) criado pela própria Modern Logistics que visa unir o produtor rural ao seu mercado, eliminando intermediários.

O que é a Mojo

A Mojo é uma plataforma desenhada para conectar e impulsionar a cadeia produtiva da agronegócio. Um material apresentado pela empresa em um workshop diz o seguinte:

“A MOJO vai gerar transformações reais, estimulando a economia em todas
as suas dimensões, transpondo históricas barreiras de infraestrutura,
conectando pessoas em relações comerciais mais justas e sustentáveis”
.

Abaixo, um pequeno esquema sobre o funcionamento do negócio.

O ATR 72 na Modern

A Modern anunciou em outras ocasiões que trará o modelo de aeronave regional para poder acessar mercados que não podem ser explorados pelos Boeings, seja por limitações operacionais ou por menor demanda.

O processo vem evoluindo. Há alguns meses, a empresa abriu vagas para comandantes do turboélice, em paralelo trabalha na inclusão do modelo em seu certificado de operação e, recentemente, tornaram-se conhecidas duas aeronaves reservadas para a companhia, a saber:

1) ATR 72-500 – EC-JQL (msn 726): é uma aeronave de 15 anos de idade, recebida inicialmente pela Binter Canarias e, anos depois, repassado à CanaryFly. Voou pela última vez em abril de 2021 e, desde então, está parado no aeroporto de Gran Canaria.

2) ATR 72-500 – EC-KGI (msn 752): com 14 anos de idade, trata-se de uma aeronave que também sempre voou para empresas das Ilhas Canárias, nas cores da Naysa Aerotaxis, Binter Canarias e CanaryFly. Seu último voo aconteceu em janeiro de 2021 e, desde então, está armazenado no aeroporto de Gran Canaria.

Ainda não foi divulgada uma data para a chegada das aeronaves ATR-72-500 ou sua quantidade. As rotas também não foram anunciadas.

Além dos turboélices, a companhia também anunciou anteriormente que buscaria renovar sua frota de Boeing 737-400F com jatos mais novos, em particular o Boeing 737-800F, mas, sobre esse plano, ainda não houve informações públicas novas.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Aviões Embraer Legacy 500 de empresa europeia serão os primeiros a...

0
A Embraer anunciou hoje que a Flexjet é a primeira cliente do Legacy 500 no mundo a instalar a Banda Ka, que oferece conexão rápida