‘Não deverá melhorar tão cedo’, afirma CEO da TAP Air Portugal sobre o caos aéreo europeu

Os recentes problemas de passageiros na Europa continuam e a CEO da TAP afirmou que o prognóstico não é nada bom.

Avião Airbus A319 TAP Air Portugal
Imagem: Curimedia / CC BY 2.0 via Wikimedia Commons

Os problemas têm se espalhado por toda a Europa e EUA, embora esteja maiormente concentrado em alguns aeroportos como Londres, Frankfurt, Amsterdã e Lisboa Portela, onde dezenas de passageiros pegam filas enormes, têm dificuldade para chegar a seu destino, têm reclamado da bagagem extraviada e da falta de resposta ou demora de semanas para sua restituição.

Após muita pressão nas redes sociais, a CEO da TAP, Christine Ourmières-Widener, escreveu uma carta e a enviou a todos os passageiros da companhia, assim como o texto foi compartilhado nas redes sociais da empresa. A executiva afirma que os funcionários da empresa têm trabalhado até o limite para poder fazer com que os voos aconteçam, assim como o último final de semana foi o mais desafiador de todos.

“Reconhecemos que não estamos oferecendo o serviço de excelência que planejamos face à crise que o transporte aéreo atravessa e que, de acordo com as previsões mais recentes, não deverá melhorar nas próximas semanas, fruto do aumento regular das viagens”, afirmou a CEO, apontando que a situação vai se manter como está por algum tempo.

Passageiros relataram ao AEROIN que têm recebido e-mails de cancelamentos de voos, com trocas desfavoráveis, e conexões passando de 2 horas para 36 horas, em alguns casos. Sempre é recomendável checar o status do seu voo acessando a reserve pelo site da companhia aérea regularmente.

Carlos Martins
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias