NASA compra Boeing 777-200 para substituir seu clássico DC-8

Olhando para o futuro e visando dar continuidade aos estudos científicos e monitoramento da atmosfera realizados atualmente por um clássico e antigo Douglas DC-8, a National Aeronautics and Space Administration (NASA) decidiu adquirir um Boeing 777-200ER, similar ao da foto que ilustra a abertura desta matéria.

O futuro jato da agência espacial americana não será novo, mas um avião que já voou bastante na japonesa Japan Airlines. A aeronave tem número de série 32892/435 e estava armazenada em Victorville (Califórnia) desde maio de 2020.

Na última semana, mais precisamente no dia 15 de dezembro, a aeronave voou com registro americano N774LG para a Base Aérea de Langley, onde será modificado no NASA Langley Research Center. Ali, o Boeing 777 será transformado em um laboratório voador, com a colocação de sensores e sistemas de dados que vão fornecer serviços que podem ser adaptados para missões diversas.

Ainda não há uma data publicamente informada para que o Boeing 777 entre em operação. Quando pronto, ele será baseado nas instalações do NASA Armstrong Flight Research Center em Palmdale. O avião foi comprado por menos de US$ 30 milhões.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Após 10 meses, avião e tripulação pegos com 200 kg de...

0
Depois de dez meses apreendido na República Dominicana, voltou ao Canadá a aeronave CRJ-100ER de matrícula C-FWRR, da Pivot Airlines