Nella conclui a assunção do controle da empresa aérea boliviana Amaszonas

Imagem: Nella Airlines

Em cerimônia realizada na cidade de Santa Cruz de la Sierra na segunda-feira (30), a empresa aérea boliviana, representada por seu ex-presidente Sergio de Urioste, repassou o controle de seu capital e operações para a Nella Airlines, no ato representada por Maurício Souza.

Segundo reporta o diário de notícias El Deber, o valor da operação é de US$ 50 milhões. Ao periódico, Souza disse que “considerou a aquisição da congênere boliviana por sua localização estratégica no centro do continente, o que permitirá o desenvolvimento de um importante hub aéreo no médio prazo”.

Veja abaixo um vídeo da assinatura do documento.

A empresa, que foi rebatizada de Amaszonas by Nella, vai retomar os voos para o Brasil em setembro. Os voos foram incluídos no cadastro de serviços autorizados da ANAC e os bilhetes colocados à venda no site da empresa. Estão programados três voos semanais, segunda, quarta e sexta-feira, no trajeto de Santa Cruz de la Sierra a Guarulhos. Em outubro será colocada uma quarta frequência, aos domingos. Em novembro serão cinco voos semanais e, finalmente, em dezembro voltarão os voos diários.

Todas as operações devem ser realizadas com jatos Embraer E190 para 112 passageiros. Será a primeira vez que a empresa voará regularmente para o Brasil após sua aquisição pela Nella. 

No início de agosto, o grupo boliviano anunciou que, após várias tentativas de salvar Amaszonas em meio à crise pandêmica, a melhor opção era vender a operação.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Freio do Boeing 787 pode falhar no pouso em aeroportos que...

0
A Administração Federal de Aviação exigirá que os operadores de Boeing 787 tomem precauções adicionais ao pousar em pistas molhadas