Início Novidades

No dia da seleção da rival, tripulantes ‘adoecem’ e afetam 55% dos voos da empresa aérea

Airbus A320 da IndiGo – Imagem: Anna Zvereva / CC BY-SA 2.0, via Flickr

Segundo reporta neste domingo, 3 de julho, o Economic Times India, a Diretor-Geral da Aviação Civil (DGCA) da Índia lançou uma investigação depois que 55% dos voos domésticos da empresa aérea IndiGo sofreram atrasos no sábado, 2 de julho, mesmo dia em que ocorreu a segunda fase de uma campanha de recrutamento da concorrente Air India.

A companhia de baixo-custo IndiGo é a maior empresa aérea do país em número de passageiros transportados e possui mais de 250 aeronaves dos modelos Airbus A320, A320neo, A321, A321neo e ATR 72.

A Air India era uma empresa estatal que foi recentemente privatizada, tendo pouco mais de 100 aviões dos modelos Airbus A319, A320, A320neo, A321, Boeing 777-200, 777-300ER e 787-8.

Boeing 787-8 da Air India

Segundo a mídia indiana, o impacto nas operações da IndiGo foi causado por um número substancial de membros das tripulações de cabine em licença médica, mas eles, supostamente, teriam ido para a campanha de recrutamento da Air India, afirmam fontes dentro da indústria, de acordo com a agência de notícias PTI.

Apenas 45,2% dos voos domésticos da IndiGo foram pontuais no dia, conforme dados do site do Ministério da Aviação Civil do país. Em comparação, os desempenhos da Air India, SpiceJet, Vistara, Go First e AirAsia India tiveram, respectivamente, 77.1%, 80.4%, 86.3% e 92.3% de seus voos no horário, o que indica não se tratar de um problema geral do mercado aéreo, como ocorre na Europa, por exemplo, devido à falta de pessoal de serviços de solo.

Neste domingo, o chefe da DGCA, Arun Kumar, disse que o órgão regulador da aviação estava “investigando isso”.

Sair da versão mobile