No dia do anúncio de sua mega fusão, empresa aérea paralisa operações nos EUA

A fusão das duas maiores companhias aéreas de ultra-baixo custo dos EUA foi um anúncio surpresa, mas o dia não foi bom para uma das empresas.

Avião Airbus A320 Frontier
Imagem: Frontier

Na segunda-feira (7), o anúncio da fusão das duas populares companhias aéreas americanas Spirit e Frontier pegou a muitos de surpresa. Nesse processo, a Frontier irá “liderar” a fusão, sendo que ela fez a oferta e irá comprar as ações da Spirit, enquanto dará das suas em troca.

A surpresa se deu também pelo fato da Frontier ser menor que a Spirit, mas em compensação tem um grande e agressivo acionista, a Indigo Partners, que controla a Volaris, do México, a WizzAir, da Hungria, e a JetSmart do Chile.

Tudo parecia bem, com as ações da Spirit (SAVE:NYSE) registrando alta de 17% na Bolsa de Nova Iorque e a da Frontier (ULCC:NASDAQ) com 4% de subida na NASDAQ. No entanto, a subida da Frontier foi estancada junto com uma ordem de paralisação completa dos voos da companhia, emitida no meio da tarde pela FAA, a agência de aviação civil dos EUA.

Trocando em miúdos, foi emitido um Ground Stop, que é quando todas as aeronaves de determinada área, modelo ou operador têm que paralisar todos os voos, inclusive se já estiverem no táxi, precisam voltar para o estacionamento.

A FAA depois esclareceu que a medida foi tomada a pedido da própria Frontier, que mais tarde explicou que a parada ocorreu por um problema técnico em um de seus softwares, sem detalhar qual programa foi afetado. Em torno de 20% dos voos da empresa no dia da divulgação da sua fusão foram cancelados, e outra boa parte atrasados.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Ouça o que disse uma passageira após ver chamas saindo do...

0
Nos dois vídeos, é possível ver o momento do incidente, acompanhado das comunicações entre piloto e controlador, e a mensagem da viajante.