Nova aérea argentina troca Bombardier por Embraer

E145. Imagem: Divulgação / Embraer.

A aviação da Argentina continua a decolar, agora com uma nova aérea, a LASA: Lineas Aéreas del Sur ArgentinoA companhia regional de baixo custo terá como bases as cidades de Mar del Plata e Comodoro Rivadavia, focando seus voos na Patagônia argentina.




Quando foi anunciada em setembro a companhia declarou que iria operar aeronaves Bombardier CRJ-200 oriundos da Air Nostrum, que também possui uma subsidiária no país hermano, a Flyest. Porém hoje a companhia mudou de ideia e irá levar os Embraer E145, sendo a primeira operadora do modelo na Argentina.

A companhia já abriu seleção para diversos cargos, como pilotos, comissários, mecânicos e despachantes. Veja os detalhes das operações da LASA:

  • Acordo firmado diretamente com a Embraer para seis aeronaves E145. Os aviões foram fabricados entre 2006 e 2012, sendo mais novos que os CRJ-200 que viriam da Air Nostrum.
  • A manutenção será feita pela FADEA em Córdoba e a Embraer irá se encarregar do processo de certificação da aeronave junto à ANAC Argentina em dezembro.
  • Os primeiros aviões devem chegar em fevereiro e a companhia deve iniciar as operações antes da semana santa em março. Todas as aeronaves serão entregues em 2018.
  • As rotas serão as mesmas anunciadas no início e podem ser conferidas clicando aqui.

Ainda não existem planos de voos para o Brasil, mas a companhia tem como destinos duas cidades chilenas, podenfo ocorrer uma expansão internacional futura.

Com informações do blog Sir Chandler e da Assessoria de Imprensa da LASA.

Carlos Martins
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Após pouso duro e 1 mês fora de serviço, Boeing 747...

0
Felizmente para a companhia aérea e para os que admiram os Boeings 747, o equipamento pôde ganhar os céus novamente.