Novas fotos mostram o buraco na fuselagem do A380 da Emirates e evidências do que ocorreu

Imagem: Emirates

No sábado (2), a informação de que um Airbus A380 da Emirates pousou em Brisbane, na Austrália, com um enorme buraco na fuselagem repercutiu pelo mundo, inclusive no Brasil, junto com uma versão de que a aeronave teria voado todas as 13 horas com o rasgo na área perto do trem de pouso. No entanto, isso é apenas um rumor, por enquanto.

De toda maneira, em caso de incidentes e acidentes aeronáuticos, geralmente são vários os fatores que, combinados, levam ao infortúnio. Na situação do avião da Emirates não deve ser diferente. O caso está em investigação e, com mais informações e perícias é que ficará claro quais fatores contribuíram para a abertura do buraco.

Enquanto isso, continuam surgindo na internet mais imagens e depoimentos sobre o caso. As novas fotos, disponíveis abaixo (ao longo da publicação), mostram (i) o buraco aberto a partir de uma perspectiva de dentro da aeronave, (ii) um pneu do trem principal estourado, e (iii) vídeo do buraco na fuselagem visto de fora.

(i) o buraco visto de dentro – Foto: AvHerald

Alguns detalhes a se considerar são:

– o buraco está no poço do trem de pouso, uma área não pressurizada da aeronave, mesmo assim os viajantes possivelmente escutaram, além do estouro a bordo, algum som diferente durante o voo;

– há uma foto de uma suposta peça faltando no trem de pouso dianteiro, mas essa imagem refere-se a um incidente de 2017 em Dusseldorf e nada tem a ver com o caso em questão agora;

– não há nenhum detalhe disponível até o momento sobre quais alertas foram recebidos ou ouvidos pela tripulação do voo. É capaz que tenham recebido apenas o aviso da perda da de pressão em um pneu, após o estouro, e isso seria muito pouca informação para tomar uma decisão de retornar;

– há muitas opiniões favoráveis e contrárias à ação dos pilotos, onde alguns defendem que eles deveriam ter retornado, enquanto outros acreditam que a escolha de prosseguir foi correta. As opiniões vistas são de profissionais do setor e de entusiastas, em fóruns de aviação ao redor do mundo. Apenas a investigação poderá dizer o que foi certo e o que foi errado.

(ii) pneu do trem principal estourado – Foto: Avherald

Depoimentos de passageiros

Algumas das opiniões recentes sobre o caso, publicadas no Avherald, são:

“Eu estava neste voo sentado aproximadamente 10 fileiras na frente do buraco, na janela do lado esquerdo. Cerca de 30-45 minutos após a decolagem, ouvimos um estrondo alto, me virei para minha esposa e disse que o que quer que fosse estaria estressando os pilotos. Definitivamente não soava como uma turbulência normal. O resto do voo foi bom, sem barulhos que eu pudesse ouvir. Antes de pousarmos, eles nos disseram que tínhamos que pousar em uma pista diferente e chamar auxílio para inspecionar o avião, em busca de um problema suspeito no trem de pouso. A aterrissagem foi muito suave. Então, com o motor desligado, tivemos que ser rebocados. Tão surpreso ao ver um buraco na lateral agora. Ainda bem que não foi pior”, disse um viajante.

“Eu estava neste voo. Houve um grande estrondo após a decolagem. Fomos informados de um problema em nossa aproximação a Brisbane”, disse outro.

“Eu estava neste voo, sentado perto do buraco. Eu estava cansado e não lembro a hora que isso aconteceu, mas estávamos no ar há um tempo, acho que eles começaram o segundo serviço de alimentação. Houve um estrondo alto e eu senti isso no chão também. A tripulação de cabine manteve a calma, parou o serviço de alimentação e pegou o telefone e verificou as asas/motores. Ninguém se assustou e quando ficou claro que ainda estávamos voando bem, o voo continuou normalmente.
O som era diferente, o tom do ruído do vento havia mudado. Na aterrissagem, todos aplaudimos a tripulação
“, falou um terceiro.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Concessionária do aeroporto de Sorocaba-SP doa uma praça nos arredores do...

0
A iniciativa faz parte do programa de sustentabilidade da empresa, que visa apoiar projetos sociais nas regiões em que a concessionária atua.