Nove pilotos e 32 comissários afastados por estarem bêbados antes de voos na Índia

Foto de Subhashish Panigrahi, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia

A Direção Geral de Aviação Civil (DGCA) da Índia, órgão fiscalizador da aviação civil local, suspendeu nove pilotos e 32 tripulantes de cabine por testarem positivo durante seus testes de álcool pré-voo realizados entre 1º de janeiro e 30 de abril, informou a agência de notícias estatal chinesa Xinhua.

De acordo com os dados da DGCA, um piloto e cinco membros da tripulação de cabine da Go Air, quatro pilotos e 10 membros da tripulação de cabine da IndiGo, um piloto e seis membros da tripulação de cabine da Spice Jet, um piloto da Air India Express, quatro membros da tripulação da Air Asia, um piloto e dois membros da tripulação de cabine da Vistara, um piloto da Alliance Air e cinco membros da tripulação da Air India falharam nos testes de álcool pré-voo.

Os profissionais foram suspensos por três meses, disse o regulador da aviação.

Antes do surto da pandemia, todos os membros da tripulação eram obrigados a passar por testes de álcool antes do voo. No entanto, quando a pandemia foi declarada, os testes foram suspensos por alguns meses, mas retomados posteriormente após a retirada das restrições.

Esse é mais um problema identificado na aviação indiana. Em abril, a DGCA restringiu 90 pilotos da companhia aérea SpiceJet de operar aeronaves Boeing 737 MAX ao encontrá-los não devidamente treinados.

Relatórios disseram que o órgão de vigilância da aviação afirmou que as companhias aéreas devem garantir que 50% de seus membros da tripulação de cabine e cabine sejam submetidos a testes de álcool pré-voo diariamente.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Jatinho de Elon Musk foi filmado em decolagem de alta performance...

0
A rápida visita do bilionário Elon Musk, o empresário por trás da Tesla e SpaceX, foi acompanhada até na decolagem, de alta performance.